Greve Frequente dos Correios e Bancos Estatais – Estabilidade ajuda a mantê-los



  

Devido à estabilidade do funcionalismo público, as greves nesta classe são freqüentes e na maioria dos casos são longas, existe um grande corporativismo, uma grande adesão nacional e o sindicato, normalmente é muito forte.





Hoje vivemos a greve dos Correios, que já aconteceu ano passado. Bancos estatais (Banco do Brasil e Caixa Econômica federal) também promovem greves quase todos os anos e normalmente fazem com que seus salários e seus benefícios sejam sempre superiores aos demais colegas de categoria, mas da iniciativa privada.

Se os Correios ou os bancos não fossem estatais, dificilmente os empregados teriam tanta segurança em participar tão efetivamente das greves, pois a estabilidade é usada ao favor dos funcionários para que possam garantir o direito de paralisação.

Leia também:  Financiamento Imobiliário - Juros dos Bancos


22 comentários em “Greve Frequente dos Correios e Bancos Estatais – Estabilidade ajuda a mantê-los

  1. Se a reposição salarial for justa não tem greve em lugar nenhum. Veja o percentual de aumento do salário mínimo 12%. Imagine se é justo uma pessoa que estudou pra assumir uma responsabilidade pública ficar com 4,5%. Lembrando ainda que estamos falando de R$ 640,00 base e não dos 5,10,20 mil reais dos altos escalões. Também temos família pra sustentar. Se você é empregado você sabe. Será que estamos abusando? Se estivermos perdoe-nos, não conhecemos a maneira como você sustenta sua família.

  2. sóstenes gondim · Editar

    o comentário de alexandre é pertinente,pois, a mídia não divulga que o aumento de salário da administração direta e indereta não esta atrelada ao aumento do minimo e recorrem a estabilidade para refurtar as greves, basta lembrar que o salário inicial do correios a 30 anos atrás era de 5 minimos hoje não chega 1,3 isso é algo para pensar,e greve é por data-base uma vez por ano seja qualquer categoria.

  3. Sabemos que esta atitude de dificultar negociações e empurrar os funcionários para greve é uma maneira de desgastar a classe com interesses claros de preparar o terreno, para futuras privatizações.É fácil julgar os funcionários das bases, por fazerem greve, o que é um direito legítimo, que deveria ser da iniciativa privada também. porém a sociedade se acomoda com todos os descalabros que são noticiados constantemente, como; corrupção dos poderes, desigualdade social, altos salários e regalias de altos funcionários e políticos, enquanto a maioria dos trabalhadores, como policiais, motoristas, professores e até médicos que não têm um consultório particular, enfim todos aqueles que prestam relevantes serviços ficam com migalhas.chega de hipocrisia!

  4. Como o Alexandre, não acho justo esse piso salarial. Pois enfrentar sol, chuva, vento, calor, frio, cachorros pra ganhar menos que 2 salarios, pra entregar suas contas em casa pra muitas vezes deixar atrazar e colocar a culpa nos correios, realmente não é justo.
    E quanto a estabilidade, se você se informar com aquele carinha de amarelo que passa em frente a sua casa pra entregar sua correspondencia, que provavelmente tu nunca deu bom dia, essa estabilidade não existe. Pois foi tirada a anos atraz.
    E se OS CORREIOS OU OS BANCOS NÃO FOSSEM ESTATAIS VOCÊ TERIA UM SERVIÇO MAIS CARO DE PESSIMA QUALIDADE COM PESSOAS MAIS MAU REMUNERADAS E COM A CERTEZA QUE QUEM LUCRARIA SERIA UMA GRANDE EMPRESA PROVAVELMENTE DO EXTERIOR. Mas para quem não sabe o que é trabalhar duro para manter uma familia ou que consegue um bom emprego por causa do papai jamais vai reconhecer o significado de LUTAR POR CONDIÇÕES MAIS JUSTAS DE TRABALHO
    E se você trabalha com Carteira assinada não esqueça que foram mobilizações como essa que te deram todos os direitos que tu tens hoje. Então se não quer participar da LUTA faça como eu a respeite

  5. Horizon Oliveira · Editar

    Bom Dia. Compreendo sua indignação com relação à greve nos correios, com rezão Você e toda a população prejudicada, assim como nós trabalhadores que infelizmente temos que apelar para as últimas consequências utilizando da última arma que o trabalhador ainda tem, que é o “Direito de Greve”, sabe-se lá até quando. Na verdade somos todos que pagamos a conta e arcamos com os prejuízos…

    Tenho 15 anos na ECT e gosto do que faço, assim como a maioria daqueles que carregam esta empresa nas costas literalmente; Esses trabalhadores trabalham por amor ao que fazem e infelizmente não são reconhecidos: Imagine enfrentar dias de chuva, cachorros nas periferias, ser obrigado a entrar em favelas desconhecidas, com o peso da responsabilidade de entregar o serviço a tempo e com perfeição, quando se é assaltado, mauitas das vezes ainda é tratado como sendo o primeiro suspeito.

    E quando chega a hora de pleitear um reajuste de salário ainda tem que causar esse transtorno a sociedade e passar por todo esse estresse. (Só quem está dentro de um movimento grevista sabe o quanto é extressante e consativo). Enquanto os verdadeiros responsáveias por provocar todo esse transtorno, que são os administradores que estão de boa, pois além dos pomposos salários ainda recebem comissões por funções e outras regalias,Eles tem uma coiza chamada “Remuneração Singular”; para mim é uma espécie de (caixa dois) que geralmente supera o valor dos seus salários. Mas pousam de bons moços: Não mostram o verdeiro clima que rola entre eles e os trabalhadores… É um jogo de Gato e Rato!!!

    Veja o que disse o presidente do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios e Telégrafos no Distrito Federal, Moysés Leme da Silva Neto:
    “Os Correios é a estatal que oferece o menor salário. Além disso, a empresa tem mais de 15 mil cargos de confiança que recebem até R$ 27 mil. Só essa gratificação de chefia consome 30% de nossa folha de pagamento”.

    Mentem para a imprensa, manipulam os fatos… Veja só a contradição: Na greve dizem que a maioria está trabalhando, que está tudo normal. Depois entram na Justiça exigindo um contingente mínimo de 30%. Ora, se a maioria está trabalhando não significa mais que 50%?

    Quanto a privatização, já passei por uma, sei bem como funciona, é exatemente isso que está acontecendo: A técnica deles (Políticos e Administradores) É exatamente essa; Deixar todo mundo descontente, Funcionários e População, Depreciando a empresa em todos os sentidos, Desvalorizando seu capital para entregarem de bandeija. O resultado das privatizações todos conhecemos bem: São aumentos de preços exobitantes, vejamos o exemplo dos pedágios, telefonia, energia elétrica, etc. é bem verdade que tais serviços melhoraram um pouco mas a desproporção entre essa melhoria e o aumento dos preços é um absurdo.

    No caso dos Correios, alguém acha que a iniciativa privada irá manter unidades em localidades que não dão lucro, caso da maioria das Cidades do Norte e Nordeste? Será mantida a chamada “Carta Social” a R$ 0,01 (Um Centavo) que aliás há muito tempo já não é divulgada? Serão mantidas outras ações sociais que existem?

    Como se pode querer privatizar uma Empresa do porte da ECT, que chaga a ser um símbolo Nacioanl? a única empresa pública que não depende do herário público? aliás repassa divisas ao governo? Uma Empresa que é a segunda em credibilidade e eficiência segundo pesquizas?
    A alegação das outras privatizações não era que davam prejuízos? Que eram ineficientes? Que o estado não podia mantê-las? “Por incompetência, Corrupção, ETC”. Pois qual a explicação de um Capitalista ter interesse em investir em uma coiza que dá prejuízo, se a finalidade do capitalismo é lucrar cada vez mais?

    Resta a nós trabalhadores, povo brasileiro, prestar mais atenção nos verdadeiros acontecimentos, buscar mais informções, Nos unir-mos em defesa do interesse coletivo e principalmente não nos deixar-mos enganar, não assistir placidamente tudo isso passar, por que depois não adianta reclamar.

    É hora de união de todos, Povo Brasileiro!!! Vamos prestar mais atenção nos acontecimentos, buscar os verdadeiros fatos, nos indagar-mos: Como, Onde e Por quê tais coizas acontecem. É hora de abrir-mos bem os olhos em relação aos políticos, nossos nobres represententes, pois querendo ou não tudo começa por eles; aliás, por nós mesmos que na hora dovo mauitas vezes não damos o devido valor, á devidatenção e daí ás consequêcias são inevitávis as vezes desastrozas, pois tudo provém de decisões políticas…

    Há muito o que se comentar…

  6. Acho descabido reclamarem que uma categoria está buscando melhorias de salário e trabalho, todos os dias há notícias sobre aumento de carga tributária e achatamento salarial. Exemplifico tais aumentos:
    Reajuste de Tarifas/Preços em Brasília
    CEB : 11,5 % IPVA: 7,15 % SAL. MINIMO: 12 % MEDICAMENTO: 5,73
    CAESB: 6,29 % IPTU: 7,15 % ESCOLA : ATE 15 % GAS : 5,51

    Reajuste salarial das categorias dos vigilantes 9%, judiciário 10%, STF 9% (repercute diretamente para senadores, deputados, governadores, prefeitos).
    Cada um sabe onde o sapato aperta, pois as Estatais cobram dos funcionários como empresa privada, mas não remuneram como tal.

  7. Engraçado como ninguém nunca reclama quando os políticos aprovam aumentos absurdos para seus próprios salários, agora quando categorias que ganham pouco e que sofrem uma baita pressão, apenas exercem seu direito de greve em busca de condições mais justas, são taxados de folgados.

    Em primeiro lugar, a greve dos bancários não é feita só pelo BB e Caixa. São funcionários de todos os bancos unidos. Aqui na minha cidade, o único banco que não tinha parado era o Bradesco, que pelo que soube, aderiu à greve hoje também.

    Em segundo lugar, o BB não é uma empresa pública. É uma empresa de economia mista, na qual o Estado é o maior acionista. Também aproveito para lembrar que o banco tem dado um lucro muito grande nos últimos anos, então não adianta dizer que são os impostos que os contribuintes pagam que sustentam o nosso salário.

    Em terceiro lugar, ninguém se lembra que durante a gestão FHC, os funcionários do BB receberam 0% de aumento por alguns anos, sim, isso mesmo, ZERO. E tem gente que ainda acha que quem entra num concurso do BB está com a vida ganha. Quem dera! Trabalhamos muito, somos cada vez mais exigidos – temos que cumprir metas, temos que fazer pós-graduação, temos que fazer uma infinidade de cursos, e por aí vai. E ganhamos pouco!

    E tem gente que ainda nos chama de folgados…

  8. Essa greve dos bancários!!!!!
    Isso é um ABSURDO!
    Milhares de pessoas que estão desempregadas dependem do F.G.T.S.pra comem e pagar conta de Aluguel, Luz,Gás,Plano de Saúde e etc…sem dinheiro?????? me ensina que eu não sei.
    E a Lei dos 30% pra manter atendimento as pessoas ESQUECERAM?????
    E o pior não vão ser PUNIDOS porque são funcionários PÚBLICOS!!!!

  9. Concordo plenamente com reclamação da srª Cintia.
    Pois faço parte dessa classe mencionada por ela,estou a mercê dos bancários.Meu FGTS estava marcado para dia 25/09/09,e agora não consigo receber e nem dar entrada no auxílio desemprego.
    O que posso fazer? Estou de mãos “atadas”.

  10. Cintia Silva nao querem publicar meu comentário · Editar

    Greve dos Bancários!!!!
    Isso é um ABSURDO!!!
    Milhares de desempregados estão sendo prejudicados,sem poder receber seu F.G.T.S. e o Auxílio desemprego.
    Como pagar Aluguel,Tel.,plano de saude,etc… sem dinheiro?
    E os 30% que é Lei para atendimento ao público??? eles não sabem????
    Todos os desempregados que não receberam o que é seu de direito devem processa-los por danos materias,morais entre outros.
    E não querem publicar meu comentário porque? já enviei 3

  11. Sou funcionário dos Correios há alguns anos e sei que a empresa está sucateada devido as péssimas administrações dos altos escalões, que estabelecem metas impossíveis de se alcançar, eles não têm conhecimento profundo da estrutura da empresa, que é muito centralizada,engessada, em Brasília,(porém o Brasil tem proporções continentais e distintas e variáveis entre si) usam os números como uma Bíblia, como justificativa incontestável para implantar a Ditadura na empresa, nos chamando de vagabundos, nos xingando, porém quando os convidamos para nos acompanharem, fiscalizarem a execução das tarefas ” in loco ” (para tirarem suas próprias conclusões sobre a precariedade do serviço)não querem, pois só assim saberão que estamos dizendo a verdade…

  12. Como se atrevem a dizer que os serviços privados são piores que os estatais, os funcionários da CEF e BB, olham os clientes como se fossem seus empregados, em qualquer firma particular um empregado não atende telefone com cliente na fila do banco.
    Só quem depende do serivço publico sabe que não é verdade esse bla,bla, de privatização.
    Com a telerj até hoje os pobres não teriam telefones.
    Vão enganar outros!!!
    Será que o MST, também não é patrocinado pelo governo, ou melhor não são tambem funcionarios publicos?

  13. Falar de greve sempre vendo como prejuízo ao povo é demagogo e comum no Brasil. Greve dos bancários, pq não greve dos banqueiros, categoria sem vergonha que há décadas lucra muito, só esse ano 19 bi segundo o BC, e tem a cara de pau de oferecer 4,5% de REAJUSTE=INFLAÇÃO. Aumento real zero e ainda diminuição de participação nos lucros. Também pra efeito de exatidão dessa matéria, a greve é de todos os bancos, privados e públicos, aqui mesmo no centro do rio todos os privados estão fechados.

  14. O problema é que o cidadão entra no serviço público sabendo das deficiências, do pouco salário, mas entra satisfeito por causa da estabilidade, jornada de seis horas e outras mordomias. Não trabalha aos sábados nem domingos etc… Depois, quer virar o jogo, fazendo greve todo ano, prejudicando toda a população. Desculpem-me os bezerros da vaca profana, mas não admito greves no serviço público. Quem quer realmente TRABALHAR, fica na iniciativa privada! Vem pra cá pra ver como é bom! Vais dar mais valor ao dinheiro, realmente suado!

  15. Gabriel E. Borges · Editar

    E no caso dos empregados da empresas privadas, não fazem greve porque não precisam?!
    Ou porque não tem sidicato – aliás, tem, mas são para defender o interesse dos patrões – ou ainda, são feitos de gato e sapato pelos patrões (podem defender seus interesses?)?

  16. A forma mais correta de aumentar o salário é se preparar para um emprego que tenha uma remuneração compatível ao seu desejo; não fazendo greve e prejudicando a sociedade e os clientes.

  17. Concordo com o Alexandre mas, se levarmos em consideração o que este colega propõe será necessário fazermos uma greve geral no Brasil pois acredito que 85% dos brasileiros são assalariados e dependem de seus salários para sustentarem suas famílias. DIREITO DE GREVE À TODOS E NÃO A UMA MINORIA!!!!

  18. Porque só os bancos estatais estão em greve, sera que esta na hora de dar um basta nisso.
    Estabilidade de emprego e privilegio, sou correntista da CEF não vejo a hora de cancelar minha conta e ir para um banco onde tenham respeito com o povo que ja sofre demais pense nos idosos nos deficientes e etc.
    da para negaciar sem greve para que serve a justiça entra com ação e ganhe seus direitos de verdade não com acordo coletivo, pois todos os anos terão que brigar,
    Ate onde isso vai parar greve e um direito do trabalhadoresssss para outros e olho da rua!!
    Democracia sim burrice não voltem a trabalhar mostrem que são copetentes, da maneira que esta sendo feita estão descobrindo cada vez mais os bancos se viram sozinho sem funcionários isso e ruim, para a classe trabalhadora mais para os banqueiros menos custos, e só

  19. Luiz Fernando de Moraes · Editar

    Gostaria de dizer sobre estas greves de correios e banco do brasil, que o governo poderia era privatizar estas estatais e acabar com esse absurdo, se esses dois orgãos fossem privados nunca haveria greve pois quem ia querer perder seu empreguinho, entao vai ai minha indignação. Privatização Já!!!Ai veriamos quem iria entrar em Greve.

  20. Pedro Henrique Solek · Editar

    Viu esses viados que falam mal de concursados publicos sao uns burros que nao conseguem passar em nada e dai tem que ficar com ciumes de quem consegue. Se acha que funcionario publico nao trabalha. E como voce acha que outros paises sao administrados. Se acha que e so no Brasil que existe empresa publicas seus bocos. A frança e um Pais que a Saude inteira é do Governo e vai muito, bem. Agora porque uns ou outros POLITICOS fazem merda, temos que pagar o pato. Vao se fuder seus viados.

  21. Participação dos Lucros e Resultados. Sabes o que é isso? Pois bem: PLR paga pelos Correios tem valores extremamentes injustos. Lá em cima – Alta Cúpula, diretores, gerentes e etc. – tais valores tem o teto de até R$39.000,00. Sabes quanto é o valor dado aos carteiros? R$880,00 Isso mesmo! Era prá ter toda essa distância?
    Aos que só fazem protestar contra os carteiros, peço que procurem se informar antes de criticar. Olhe que os Correios do Brasil está entre os 3 melhores do Mundo, apesar de pagar o menor salário base. R$630,00

  22. @Guidão
    Caro Guidão, o movimento grevista existe desde o ápice da Revolução Industrial. Isso não ocorre apenas no Brasil. Também é irracional da sua parte taxar todo servidor público de preguiçoso. Há muitos que trabalham muito melhor que funcionários de empresas privadas e, como você (pelo menos é o que você diz) ganham o seu dinheiro suado e também o valoriza. O movimento grevista tem como alvo melhoria das condições de trabalho e salário. É assim em qualquer parte do mundo.