Quer gastar menos com Material Escolar para seus filhos?



  

Todos os anos a novela é a mesma: compra de material escolar. Mas… Você sabe como realmente economizar?

Tendo a lista de material em mãos, há de se fazer muitas pesquisas de preço, ou em suma, “bater pernas por aí”.

“Tem muita coisa que só se usa uma vez em um ano”, conta uma das estudantes.





É bacana o envolvimento da criança na compra dos materiais? Sim. A criança pode utilizar inclusive o material fora das aulas. Há de se pensar no material de maneira global, ou seja, otimizar a utilização do mesmo.

A escola pode vender o material? Não há nada que impeça. O que não pode é exigir que se compre na escola. Deve existir liberdade de escolha.

Leia também:  Como Comprar na Black Friday Sem Cair em Armadilhas

Qual material escolar não se pode pedir na lista? Qualquer um que não se destine a própria criança. Exemplo: material de limpeza, que algumas escolas até hoje tem colocado na lista. Isso não é permitido.

Quando o aluno é reprovado, como fazer ele continuar estudando? Primeiramente, para não reprovar, a idéia é prestar bastante atenção nas aulas. Para os que já foram reprovados, a intenção é de motivar a criança, e não tecer somente críticas. A criança precisa ter a impressão de que está sempre aprendendo algo válido.