Atualizações anteriores



Salário Mínimo – Maior valor real dos últimos 30 anos


O novo salário mínimo, cujo valor será de R$ 622, terá o maior valor real dos últimos 30 anos,  segundo estudo realizado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), e divulgado no dia 27 de dezembro.

O reajuste injetará R$ 47 bilhões na economia brasileira a partir do próximo ano, provocando um aumento na renda de cerca de 48 milhões de pessoas; o que provavelmente contribuirá para aumentar o crescimento econômico, pois terá um crescimento no consumo médio das famílias.

O novo valor terá um poder de compra equivalente a 2,25 cestas básicas, o maior da história desde 1979 (32 anos). Ele entra em vigor a partir do próximo dia 1º, e representa um aumento de 14% em relação ao valor do atual salário mínimo, que é de R$ 545.

Apesar das críticas em relação ao aumento dos gastos da Previdência Social, que será de R$ 19,8 bilhões, o próprio Dieese afirmou que o aumento da arrecadação através de impostos superará o aumento dos gastos. Dessa forma, além da melhoria na qualidade de vida de milhões de brasileiros, o governo ainda irá arrecadar cerca de R$ 3 bilhões a mais.

Por Lucas Ferreira

Fontes: Agência BrasilUol



Novo Valor do Salário Mínimo para 2012 – R$ 622


A presidenta Dilma Roussef (PT) assinou nesta sexta-feira (23/12) um decreto que prevê o salário mínimo para 2012 no valor de R$ 622. A medida deve ser publicada no Diário Oficial da União já na segunda-feira (26/12), garantindo que o novo valor comece a valer já no mês de janeiro.

O reajuste representa um aumento de aproximadamente 14,13% em relação ao valor atual, R$ 545.

Esta é a primeira vez que a fórmula de cálculo do reajuste segue os novos critérios, que foram definidos pela Medida Provisória aprovada no início do ano passado (2010). A partir de agora, para fazer a conta do novo valor é obrigatório levar em consideração a inflação dos 2 anos anteriores e o percentual de crescimento econômico do país no ano anterior. Embora essa seja a primeira vez que a nova fórmula é aplicada, nos últimos anos o salário mínimo já teve reajustes pouco acima da inflação.

A MP, válida até 2015, também define que enquanto estiver vigente, todas as alterações no valor do salário mínimo serão feitas por decreto presidencial.

Segundo a assessoria da Casa Civil, responsável pela publicação de decretos, houve um erro no cálculo, pois o salário mínimo sempre é arredondado para facilitar o saque dos trabalhadores. A lei garante que precisa ser arredondado para cima, por isso ainda há expectativa que o valor chegue aos R$ 625.

Por Mozart Artmann



Valor do Salário Mínimo Nacional


Quando implementado, na década de 1940, o salário mínimo (SM) era regional, e seu valor dependia do custo de vida de cada região, podendo assumir até 14 valores diferentes. Assim, em São Luiz (Maranhão) e Teresina (Piauí) o SM era de Cr$120,00. Já na cidade do Rio de Janeiro, valia o dobro, Cr$240,00.

Ao longo das décadas o salário mínimo foi perdendo essa “regionalidade”, assumindo cada vez mais um valor unificado. Com a inflação sobre controle na última década e reajustes anuais reais (com ganho real acima da inflação), o SM atual de R$465,00 é, no entanto, insuficiente para atender as necessidades básicas (alimentação, moradia, vestuário, transporte, lazer, saúde, educação, higiene, previdência) de uma família composta por 2 adultos e 2 crianças. Especialistas afirmam que somente um SM correspondente a quase 5 vezes o mínimo em vigor poderia atender todas essas necessidades.

Mas nem todos os trabalhadores recebem pelo menos o salário mínimo no final do mês, especialmente os empregados da iniciativa privada que não tem piso salarial definido por lei ou convenção. No estado de São Paulo essa situação está sendo contornada através da criação do piso salarial regional: são 3 faixas, indo de R$505,00 a R$545,00, dependendo da qualificação do trabalhador e da função exercida. A medida porém não se aplica a servidores públicos, municipais ou estaduais.



Valor do Salário Mínimo mês a mês até 2009 (valor mensal desde 1941)


Para você que tem interesse em pesquisar os valores dos salários mínimos no passado, segue link com tabela mês a mês coletados desde o ano de 1941.

As informações são baseadas em tabela do DIEESE, e são norteadas para a cidade de São Paulo.

Clique aqui para abrir o arquivo (requer leitor de arquivo XLS – ex.: Microsoft Excel).

Para mais informações acesse www.dieese.org.br.



A História do Salário Mínimo no Brasil


Salário é a remuneração que o trabalhador recebe por seu serviço executado. O salário mínimo é a menor remuneração que um empregado deve receber de seus empregadores. É estabelecido por lei e atualizado todos os anos de acordo com o custo de vida da população. Foi criado baseado no valor mínimo que uma pessoa gasta para garantir a sua sobrevivência.

O salário mínimo foi criado na Austrália no século XIV e no Brasil, surgiu no século XX, com a lei nº185 em janeiro de 1936 e, no dia 1º de maio de 1938, foram fixados os valores e este passou a vigorar em todo o país.

Nesta época, existiam 14 valores diferentes para o salário mínimo, para cada região do país. Sendo que o valor do salário mínimo prar o Rio de Janeiro, era três vezes maior o valor do salário no Nordeste.

Em 1943 o salário mínimo sofreu o seu primeiro reajuste, seguido de outro em dezembro do mesmo ano.

Os aumentos da remuneração mínima, eram calculados para recompor o poder de compra do mesmo. A unificação total ocorreu em 1984.

Dese então, o valor do salário mínimo sofre reajustes anuais e, cada região pode possuir um valor diferente, porém nunca inferior, para o salário mínimo de sua população.

 



Quanto valia o salário mínimo em 01/05/2004


Não faz muito tempo, há quase 5 anos atrás, o governo anunciava o tradicional aumento do salário mínimo no Dia do Trabalho. Pois bem, no dia 30 de abril de 2004, o novo salário mínimo nacional valia R$ 260,00, cerca de 62% dos valores de hoje, antes do aumento do dia 27 de janeiro.

O aumento é sempre benvindo pela classe trabalhadora e, embora o valor seja baixo até hoje, coloca uma pressão orçamentária sobre empresas e órgãos governamentais que empregam trabalhadores de baixa renda. Por isso, os valores devem ser corrigidos cuidadosamente.

Veja o vídeo do Plantão Globo de 30/04/2004