Destaque em Valor Salário Mínimo

Atualizações anteriores



Maiores Salários Mínimos do Mundo em 2015


Confira aqui os valores dos maiores salários mínimos do mundo neste ano de 2015.

Você já deve ter se perguntado que países têm os maiores salários mínimos do mundo, ainda mais, com o salário do Brasil, estipulado em R$ 784,00 por mês.

Para se ter um salário consideravelmente alto, é preciso que os países, além de serem exemplos na garantia de um trabalho justo, tenham leis e políticas que regularizem o valor mínimo base registrado na Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Abaixo, listamos os dez países que lideram o ranking. O Brasil, por sua vez, ficou na 42ª posição.

  1. Luxemburgo: Desde 2011, Luxemburgo passou a ter uma estrutura salarial. Isto significa que, o salário mínimo do país considera, além da experiência desenvolvida pelo trabalhador, a idade e período de trabalho. Assim, aqueles que têm mais de 18 anos de idade, recebem no mínimo US$ 10,7 por hora, o equivalente a R$ 4 mil mensais. Outro fator interessante no governo de Luxemburgo é que trabalhadores qualificados ou experientes têm aumento em 20% no salário mínimo.
  2. França: Neste país, os empregados recebem de acordo com a carga horária trabalhada, que deve atingir 152 horas mensais. Dessa forma, cada pessoa recebe 10,6 dólares por hora, o equivalente a R$ 3,7 mil mensais.
  3. Austrália: O país, situado na Oceania, é o que melhor paga os trabalhadores, que recebem cerca de US$10,20 dólares australianos por hora. Ou seja, um cidadão australiano recebe em média R$ 3,7 mil por mês.  Além disso, estagiários, aprendizes e trabalhadores juniores também têm salário regulamentado.
  4. Bélgica: Na Bélgica, uma lei de salário mínimo entregou em vigor em 2012. Os que têm mais de 21 anos recebem salário de R$3,8 mil mensais.
  5. Holanda: Apesar de ter carência de mão de obra, a Holanda detém um salário mínimo de R$3,9 mil por mês.
  6. Irlanda: Na Irlanda, os trabalhadores recebem R$3,5 mil mensais e, 9 dólares por hora trabalhada.
  7. Nova Zelândia: No país vizinho da Austrália, os empregados recebem, no mínimo, US$8,60 dólares por hora trabalhada, o que totaliza R$3,3 mil mensais.
  8. Reino Unido: Desde 2011 uma nova lei vigora no Reino Unido. Maiores de 21 anos de idade recebem R$3 mil mensais e US$7,90 por hora.
  9. Canadá: Cada província do Canadá possui um valor específico de salário mínimo, variando de 9,95 a 11 dólares canadenses. Assim, os canadenses chegam a receber R$3 mil por mês.
  10. Estados Unidos: No país o valor do salário mínimo é de US$ 7,1 por hora, o que dá US$ 1,2 mil por mês (cerca de R$ 2,7 mil).

História do Salário Mínimo:

Para aqueles que não sabem, o salário mínimo surgiu como forma de controlar a proliferação de estabelecimentos que apresentavam condições de trabalho deploráveis na indústria manufatureira. Naquela época, as indústrias empregavam um grande número de jovens e mulheres, porém, os remuneravam com salários bem mais baixos se comparado com de homens adultos. Sendo assim, o salário mínimo foi criado como forma de remunerar todos os trabalhadores de forma mais justa.

Por Andréa Ortiz


Dieese divulga Valor do Salário Mínimo Ideal


Depois de cair por 5 meses consecutivos, o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) recalculou o valor ideal do salário mínimo e chegou em R$ 2.765,44. Para atender as necessidades básicas da família brasileira, o salário mínimo deveria aumentar 4 vezes e só assim estaria de acordo para prover ao brasileiro boas condições de sustento. Com mais de 48 milhões de pessoas dependendo desse valor e até mesmo com inúmeros concursos pagando um valor muito menor que aquele considerado ideal, este é mais um indicador de que mesmo como 6ª economia mundial, existem metas a serem cumpridas.

Com produtos e serviços cada vez mais caros, não é de espantar que o valor estipulado como mínimo não esteja de acordo com um padrão de vida se quer mediano. Em um país onde Educação e Saúde não possuem boa qualidade e nos forçam a adquirir recursos privados, nem é possível imaginar como essas mais de 48 milhões de pessoas fazem para manter seus recursos de comunicação atualizados, pois toda a verba disponível no mês precisa ser convertida em alimentação e moradia.

O salário mínimo ideal é calculado com base na cesta básica. Mesmo sendo 4 vezes menor, ainda assim o atual salário mínimo corresponde a compra de 2,23 cestas básicas, isso supera o poder de compra dos últimos 35 anos.

Em planilhas divulgadas pelo órgão da pesquisa, é desanimador ver que até onde a vista alcança, o salário nunca superou a estimativa. Pelo menos o novo reajuste ocorrido no início deste ano, com aumento de 6,78% em relação ao anterior, vai aquecer a economia brasileira em R$ 28,4 bilhões. 

Por Vinícius Leite



Valor do Novo Salário Mínimo em 2014


A partir desta quarta-feira, dia 1º de janeiro de 2014, deve entrar em vigor o novo salário mínimo no Brasil, que passará dos atuais R$ 678 para R$ 724. O valor de R$ 46 representa um percentual de 6,78% a mais que o salário de 2013 e deve injetar R$ 28,4 bilhões na economia, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE). Ainda de acordo com o DIEESE, os R$ 724 representam o maior valor pago (descontado a inflação) desde 1983.

O aumento é decorrente da aprovação da Lei Orçamentária Anual de 2014, votada pelo Congresso Nacional na semana anterior ao Natal. A presidenta da república, Dilma Rousseff, assinou no dia 23 de dezembro e comentou o novo valor em sua conta na rede social Twitter.

O novo valor deve permitir a compra de 2,23 cestas básicas, representando também o melhor poder de compra desde 1979. Ainda assim, está longe de cumprir de fato a Constituição Federal de 1988, que deve assegurar ao indivíduo a garantia de necessidades básicas de sua família com saúde, educação, moradia, lazer, transporte, vestuário, alimentação, higiene e previdência social. Segundo o próprio DIEESE, o valor que consegue cobrir todas essas atribuições é de aproximadamente R$ 2.761,584 (valores do mês de novembro de 2013).

O novo salário deve ser sentido por 48 milhões de pessoas. A maior parte, 21,4 milhões de pessoas, é beneficiária da Previdência Social, que deve sofrer um impacto na folha de R$ 22,8 bilhões. Em seguida vem os 14,3 milhões de empregados e os 8 milhões de trabalhadores por conta própria.

Desde 1º de maio de 1940, durante o Estado Novo do presidente Getúlio Vargas, o salário mínimo passou a vigorar no Brasil, mas só passou a ser “mínimo” propriamente dito durante o governo de Fernando Collor, quando era comum, principalmente os servidores públicos, receberem menos de um salário mínimo. 

Por Manoel da Costa Jr



Salário Mínimo – Valor deveria ser R$ 2.561 em dezembro de 2012


De acordo com um estudo realizado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o salário mínimo do Brasil deveria ser de R$ 2.561,47 no mês de dezembro de 2012. Isso porque seria este o valor essencial para que os trabalhadores pudessem suprir as necessidades básicas pessoais e familiares.

O estudo foi divulgado na última segunda, dia 7 de janeiro, e foi feito com base na Pesquisa Nacional da Cesta Básica realizada no mês passado, que mostrou que o maior valor da cesta básica apurado era de R$ 304,90, no Estado de São Paulo. Assim, tendo por base o conceito de que o salário mínimo precisa ser capaz de garantir as despesas da família com educação, alimentação, saúde, transporte, moradia, previdência, higiene, lazer e vestuário, o Dieese efetuou o cálculo do valor correto para o salário mínimo. Com isso, o número alcançado foi que ele deveria ter aumentado 4,12 vezes, se comparado ao piso que está em vigor no território brasileiro: R$ 622.

No mês de novembro de 2012, o salário mínimo foi identificado como R$ 2.514, 09, o que corresponde a 4,04 vezes mais que o valor atual. Já em dezembro de 2011, o piso calculado apontou que o valor deveria ser de R$ 2.329,35, o que equivale a 4,27 vezes mais que o salário aplicado na época, de R$ 545.

Por Guilherme Marcon



Novo Valor do Salário Mínimo para 2012 – R$ 622


A presidenta Dilma Roussef (PT) assinou nesta sexta-feira (23/12) um decreto que prevê o salário mínimo para 2012 no valor de R$ 622. A medida deve ser publicada no Diário Oficial da União já na segunda-feira (26/12), garantindo que o novo valor comece a valer já no mês de janeiro.

O reajuste representa um aumento de aproximadamente 14,13% em relação ao valor atual, R$ 545.

Esta é a primeira vez que a fórmula de cálculo do reajuste segue os novos critérios, que foram definidos pela Medida Provisória aprovada no início do ano passado (2010). A partir de agora, para fazer a conta do novo valor é obrigatório levar em consideração a inflação dos 2 anos anteriores e o percentual de crescimento econômico do país no ano anterior. Embora essa seja a primeira vez que a nova fórmula é aplicada, nos últimos anos o salário mínimo já teve reajustes pouco acima da inflação.

A MP, válida até 2015, também define que enquanto estiver vigente, todas as alterações no valor do salário mínimo serão feitas por decreto presidencial.

Segundo a assessoria da Casa Civil, responsável pela publicação de decretos, houve um erro no cálculo, pois o salário mínimo sempre é arredondado para facilitar o saque dos trabalhadores. A lei garante que precisa ser arredondado para cima, por isso ainda há expectativa que o valor chegue aos R$ 625.

Por Mozart Artmann



Salário Mínimo Santa Catarina 2011 – Valor do Piso Salarial


Dando sequência a nossa série de matérias sobre as faixas salariais entre vários estados do Brasil, agora vamos falar sobre Santa Catarina. E temos novidades. Pois no dia 01 de março de 2011, foi aprovado na Assembleia Legislativa do estado que irá acontecer um reajuste de 07% no salário mínimo da região. O acordo firmado entre trabalhadores, empresários e também o governo do Estado, agora faz a faixa salarial passar de R$ 630 para o valor de R$ 730.

Agora vamos falar dos pisos salariais de algumas atividades especificas. Em Santa Catarina a divisão é feita por faixas, e na primeira delas encontramos trabalhadores como motoboys, empresas de pesca e aquicultura; também trabalhadores da agropecuária, turismo, construção civil, empregados domésticos, entre outros. Para tais funções a base salarial que era de R$ 587 passa a ser de R$ 630.

Na segunda faixa de salários, os quais tinham valores de R$ 616 e passaram a ter R$ 660, agregam os seguintes trabalhadores das indústrias de: fiação de tecelagem, vestuário e calçado, artefatos e couro, papelão, papel e cortiça, distribuidoras e vendedoras e empresas de administração de jornais. Passando para a próxima faixa salarial, vamos encontrar as atividades em indústrias de alimentação, cinematográficas, agentes autônomos, farmacêuticos, comércio em geral; que recebem um valor atual de R$ 695.

Na última faixa, o valor praticado anteriormente era de R$ 679, agora passará para vencimentos de R$ 730. Neste grupo estão trabalhadores atuantes de indústrias gráficas, de porcelana, de borracha, de joalheria, de condomínios residenciais, de metalúrgicas, materiais elétricos, entre outros. 

Por Oscar Ariel 



Salário Mínimo Paraná 2011 – Valor do Piso Salarial


Antes de qualquer pessoa entrar em alguma profissão, são vistas as características, a área de atuação, como são as vagas no mercado de trabalho e também, obviamente, como é a faixa do piso salarial para a sua função.

Começamos uma série de matérias que abordam os valores praticados em vários estados brasileiros. Agora vamos falar sobre os numerários no estado do Paraná. Segundo a lei estadual de número 16.470, do dia 30 de março de 2010, os pisos salariais ficaram divididos em quatro grupos.

No grupo 1, estão aqueles, cujos suas atividades estão ligadas à agropecuária, pesca e florestais. As pessoas que trabalham neste conjunto de atividades recebem o valor de R$ 663. No próximo agrupamento de atividades se encontram trabalhadores de serviços administrativos, vendedores, pessoas que atuam em manutenção e reparação, podem contar com uma faixa salarial no valor de R$ 688,50.

Seguindo em frente vamos nos deparar com pessoas que tem o piso fixado no valor de R$ 714, são eles os trabalhadores que têm atividades ligadas à produção de bens e serviços industriais. Por fim, encontramos valores para técnicos de nível médio, sendo o praticado para tais profissionais o valor de R$ 765. Estes números são válidos desde o dia 01 de maio de 2010, data de quando a lei entrou em vigor.

Segundo a Força Sindical do estado, a ideia é para que esse ano aconteça um reajuste de 10% nos valores. Porém, segundo o atual governador do Estado, Beto Richa, a meta é manter o equilíbrio.  Com isso, ainda não se tem definições do índice de reajuste salarial. 



Fecomercio aprova Valor do Novo Salário Mínimo 2011


O árduo debate sobre o reajuste do salário mínimo finalmente foi encerrado na última semana. Como já previam noticiários e parte dos economistas, o valor realmente ficou em R$ 545, em convergência, portanto, aos discursos de Guido Mantega, ministro da Fazenda, que ressaltou em várias ocasiões a impossibilidade de alta além desse patamar.

Horas após a decisão, cada ala especialista envolvida, direta e indiretamente, emitiu suas opiniões. A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio), por exemplo, admitiu que o valor acordado é importante, pois será capaz de injetar, mensalmente, R$ 1,1 bilhão na economia e embora não seja capaz de cobrir o rombo na Previdência, estimula a movimentação financeira e, consequentemente, a arrecadação.

Diferentemente da esfera pública, a iniciativa privada não sentirá com amplitude o aumento do mínimo, pois se abrangidos os 13 salários adjudicados anualmente (janeiro a dezembro mais o 13º salário) para aproximadamente 12 milhões de trabalhadores registrados em carteira, o valor transita na ordem de R$ 5,5 bilhões, ou seja, 0,65% de todo o consumo das famílias.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Salário Mínimo de R$545,00 é aprovado


A Câmara dos Deputados derrubou as emendas da oposição de R$600,00 e também a de R$560,00 para o salário mínimo. Sendo assim, por enquanto, o novo salário será o proposto pelo governo, R$545,00. Agora, a emenda vai para o Senado. Para o cálculo do benefício, conta-se a inflação acumulada no ano anterior e a variação do PIB dos dois últimos.

A lei do salário mínimo foi promulgada por Getúlio Vargas na década de 30 e seu objetivo era trazer o poder de compra ao trabalhador, que garantiria sua sobrevivência e a de sua família. No entanto, o salário foi perdendo seu valor devido à inflação e é difícil para o empregado manter suas necessidades mensais como alimentação, vestuário, educação e moradia com apenas esse valor. 

Por Flávia Yoshitani



Novo Salário Mínimo em SP – Piso Salarial para 2011


O governador Geraldo Alckmin anunciou novos pisos regionais para o estado de São Paulo.

A 1ª faixa, na qual estão incluídos empregados domésticos, trabalhadores de serviços de limpeza e conservação e outros passam, a partir de 1º de abril de 2011, a receber R$ 600 mensais como salário (contra R$ 560 em 2010).

A 2ª faixa, na qual estão incluídos operadores de máquinas, garçons, entre outros, passam a receber R$ 610 (contra R$ 570 em 2010).

Para a 3ª faixa, onde estão alguns chefes, supervisores, administradores e técnicos, passam a receber R$ 620 (contra R$ 580 em 2010).

A inflação do ano passado foi alta, batendo em 5,91% pelo IPCA e 6,4% pelo IPC da Fipe, índices que não ocorriam desde 2004. Mesmo assim, o aumento do piso regional ficou acima da inflação para as 3 faixas (7,14%, 7,02% e 6,9%) respectivamente.

Para saber mais sobre o aumento do piso regional em São Paulo e para conhecer detalhadamente as profissões de cada faixa, leia a matéria do SP Notícias.

Por CG



Novo valor do Salário Mínimo desagrada sindicalistas


O reajuste do salário mínimo ganha novos capítulos quase todos os dias. Recentemente, o governo brasileiro elevou o valor anterior, de R$ 540, para R$ 545, situação que desagradou as centrais sindicais (almejam R$ 580).

Segundo Paulo Pereira da Silva, deputado e presidente da Força Sindical, Gilberto Carvalho, escolhido para dialogar com os movimentos sociais, deve receber as centrais sindicais para debates na próxima semana, em Brasília.

Paulinho da Força, como é mais conhecido, criticou em várias oportunidades o posicionamento adotado pelo governo de Dilma Rousseff, sob a argumentação de que durante o mandato de Luiz Inácio Lula da Silva o planalto estava sempre disposto a negociar com os movimentos sindicais.

Com essa informação, é correto afirmar que o governo ganha um pouco mais de tempo para refletir sobre o assunto. Alguns economistas também defendem o reajuste para R$ 545.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: G1



Dieese – Valor indicado para o Salário Mínimo


A determinação de reajuste para o salário mínimo ainda não é definitiva. Centrais sindicais e governo devem estabelecer conversas a partir do dia 10 de janeiro para que o valor, definitivamente, agrade a todos os interessados. O aumento poderá gerar altos custos, porém uma devolução em forma de impostos deverá ser sentida no transcorrer dos próximos meses, independente da cifra acordada peremptoriamente.

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aportam que o percentual de 6,47% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) dá margem para maior aumento ao salário mínimo a 2011, uma vez que o reajuste pretendido pelo governo é de 5,88%.

Conforme já descrito há algum tempo neste meio, o reajuste, pela regra atual, tem por base a inflação acumulada dos últimos 12 meses mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB) dos dois anos anteriores. O “porém” atual é que a soma de todos os serviços e bens produzidos no país arrefeceu 0,2% em 2009, tornando a aumento do mínimo, portanto, mais ameno.

Segundo José Silvestre Prado de Oliveira, coordenador de Relações Sindicais do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), caso o INPC de 2010 seja adotado como norteador, o mínimo teria de ser ampliado para R$ 543, mas devido a facilitações de saques, o governo poderia ampliar a importância para R$ 545.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Agência Brasil



Dieese – Valor ideal para o Salário Mínimo – Outubro de 2010


O atual valor do salário mínimo (R$ 510) é insuficiente para suprir todas as necessidades básicas da população brasileira. Apesar disso, cada cidadão que depende desse montante consegue, mês a mês, sustentar não somente a si, mas a uma família inteira. As centrais sindicais almejam alta para R$ 580 e o governo, por sua vez, R$ 540.

Delongas à parte, de acordo com o Estadão pesquisa divulgada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) revela que o salário mínimo do trabalhador deveria ter alcançado a cifra de R$ 2.132,09 no mês passado, justamente para a seguridade de suas necessidades – e de seu lar.

Apoiado na Pesquisa Nacional da Cesta Básica de outubro, a qual teve por base o valor mais alto verificado (em São Paulo, de R$ 253,79), o levantamento estabelece que para o cidadão bem viver a soma ideal deve abastecer despesas com moradia, alimentação, saúde, educação, transportes, vestuário, lazer, higiene e previdência.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Salário Mínimo – Novo valor em 2011


O Ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, informou nesta terça-feira, 31 de agosto, que no próximo ano, o salário mínimo deverá passar de R$510 para R$538,15, conforme consta na Lei Orçamentária Anual (LOA). Esta, que indica os gastos do governo durante o ano, foi entregue ao presidente do Senado, José Sarney, também nesta terça, dentro do prazo final legal.

A lei orçamentária de 2011 deverá ser executada pelo sucessor do presidente Lula após as eleições de outubro deste ano. De acordo com o Ministro Paulo Bernardo, o reajuste do salário mínimo foi feito com base no crescimento da economia e na reposição da inflação. Já o reajuste para os aposentados, segundo ele, será feito como nos outros anos, ou seja, com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

A LOA ainda precisa ser aprovada pelo Senado e pela Câmara dos Deputados, para posterior sanção pelo presidente Lula.

Por Elizabeth Preático

Fontes: R7, O Globo



Salário Mínimo 2011 – valor do aumento deve ser de R$ 36


O Salário Mínimo 2011 deve subir um pouco em relação a 2010. Mas não espere muito não. O aumento deve ser em torno de R$ 36,00. Isso mesmo! Atualmente o salário mínimo Nacional é de R$ 510,00 e deve ir a R$ 546,00.

Isso representa um reajuste de aproximadamente 7%, levando em conta a média do PIB de 2008 e 2009 + inflação de 2009.

Hoje, no Brasil, cerca de 20 milhões de pensionistas e aposentados recebem o salário mínimo de R$ 510,00.

Espere outras notícias em breve. O projeto deve ser lido no Senado Federal na última semana de junho de 2010.

Se o seu salário é baseado no mínimo, tente o quanto antes se livrar desse indexador. É bem mais interessante você não depender de aumentos do governo para que você tenha progressões salariais. Estude! Melhor de emprego! Faça a diferença! E ganhe mais!



Novo Valor Salário Mínimo 2010 – R$510,00


O Presidente Luís Inácio Lula da Silva, junto com o Ministro do Planejamento (Paulo Bernardo) definiram neste final de tarde de terça-feira, 22/12/2009, o novo valor do salário Mínimo.

O novo salário, que passa a valer a partir do mês de janeiro de 2010 (recebimento em fevereiro) é de R$510,00.

Apesar da proposta inicial de aumento do salário fosse para R$507,00, Lula e Bernardo decidiram aumentar para R$510,00 até para facilitar a vida dos aposentados na hora do saque do benefício.

Este novo valor do benefício custará ao governo cerca de 4,6 bilhões a mais nas contas da Previdência.



Valor do Salário Mínimo Nacional


Quando implementado, na década de 1940, o salário mínimo (SM) era regional, e seu valor dependia do custo de vida de cada região, podendo assumir até 14 valores diferentes. Assim, em São Luiz (Maranhão) e Teresina (Piauí) o SM era de Cr$120,00. Já na cidade do Rio de Janeiro, valia o dobro, Cr$240,00.

Ao longo das décadas o salário mínimo foi perdendo essa “regionalidade”, assumindo cada vez mais um valor unificado. Com a inflação sobre controle na última década e reajustes anuais reais (com ganho real acima da inflação), o SM atual de R$465,00 é, no entanto, insuficiente para atender as necessidades básicas (alimentação, moradia, vestuário, transporte, lazer, saúde, educação, higiene, previdência) de uma família composta por 2 adultos e 2 crianças. Especialistas afirmam que somente um SM correspondente a quase 5 vezes o mínimo em vigor poderia atender todas essas necessidades.

Mas nem todos os trabalhadores recebem pelo menos o salário mínimo no final do mês, especialmente os empregados da iniciativa privada que não tem piso salarial definido por lei ou convenção. No estado de São Paulo essa situação está sendo contornada através da criação do piso salarial regional: são 3 faixas, indo de R$505,00 a R$545,00, dependendo da qualificação do trabalhador e da função exercida. A medida porém não se aplica a servidores públicos, municipais ou estaduais.



Novo valor do Salário Mínimo 2010 passa a valer R$ 507


O reajuste do novo salário mínimo foi aprovado na Lei das Diretrizes Orçamentárias de 2010.

O novo salário mínimo nacional passará a valer R$ 507 a partir do dia 1º de fevereiro de 2010.

Atualmente o salário mínimo vale R$ 465, portanto o valor reajustado foi de 8,9% ou R$ 41,50.

Com o reajuste do mínimo, haverá um aumento no valor das contribuições previdenciárias e dos benefícios pagos aos trabalhadores, como o seguro-desemprego.

O aumento levou em conta a inflação de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor (INPC) e o crescimento do PIB de 2008.

Apesar deste aumento, o valor do mínimo está longe do ideal. De acordo com estudos do Dieese, para atender as necessidades básicas da população brasileira, o valor do salário mínimo deveria ser de R$ 2.046,99.



Salário Mínimo aumentou 116% desde o surgimento do Real


Desde o surgimento do Plano Real, o valor do salário mínimo aumentou 116%, sendo que o período de maior aumento foi de 2004-2009 (48% ou 65 ao ano).

Durante o período de 1995 a 1998, o salário mínimo teve um aumento de 24% ou 5,5% ao ano, já entre 1999 a 2003, este aumento foi de 17% ou 3,3 5 ao ano.

A implementação do Plano Real foi um grande marco para a queda da hiperinflação e, consequentemente, para o aumento do poder de compra do salário mínimo.

Nota-se um maior crescimento do salário mínimo na “Era Lula” do que na “Era FHC”, o que demonstra uma melhora na economia doméstica nos últimos anos.



Valor do Salário Mínimo mês a mês até 2009 (valor mensal desde 1941)


Para você que tem interesse em pesquisar os valores dos salários mínimos no passado, segue link com tabela mês a mês coletados desde o ano de 1941.

As informações são baseadas em tabela do DIEESE, e são norteadas para a cidade de São Paulo.

Clique aqui para abrir o arquivo (requer leitor de arquivo XLS – ex.: Microsoft Excel).

Para mais informações acesse www.dieese.org.br.



Novo valor do Salário Mínimo do Rio Grande do Sul – RS 2009


Continua o impasse entre o governo e as centrais sindicais para chegarem a um acordo com relação ao índice de reajuste do salário mínimo regional do Estado do Rio Grande do Sul.

A proposta do governo é de um reajuste de 5,92%, já as centrais sindicais exigem que o reajuste seja de 12%. A definição ocorrerá na votação do projeto lei, que ocorrerá no dia 09 de junho.

As empresas torcem para que os deputados aprovem o menor índice, pois um reajuste elevado poderá ser prejudicial para a abertura de empregos e poderá causar demissões.

Categorias de trabalhadores aguardam a definição do mínimo regional para poderem negociar os reajustes salariais com sindicatos patronais.

O valor do salário mínimo regional não se aplica aos servidores públicos municipais e aos empregados que possuem piso salarial definido em lei federal, convenção ou acordo coletivo.

 



Valores Salário Mínimo Regional 2009: Confira aqui os salários que passaram a vigorar no Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul


Conforme a Lei Complementar nº 103, de 14/07/2000, os Estados do Distrito Federal poderão instituir um piso salarial para beneficiar empregados que não possuam piso salarial definido por lei federal, convenção ou acordo coletivo, como açougueiros, jardineiros, trabalhadores rurais, zeladores e empregadas domésticas, etc.

Atualmente, o Salário Mínimo regional é implantado nos Estados do Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Confira os valores do salário mínimo regional, que passaram a entrar em vigor no dia 1º de maio de 2009:

Paraná: R$ 605,52 (faixa 1) a R$ 629,65 (faixa 6)

Rio de Janeiro: R$ 487,50 (faixa 1) a R$ 1.308,00 (faixa 9) – Lei Nº 5.357, de 23 de dezembro de 2008.

São Paulo: 505,00 (faixa 1) a R$ 545 (faixa 3) – Lei Nº 13.485, de 3 de abril de 2009.

Rio Grande do Sul: R$ 511,29 (faixa 1) a R$ 556,06 (faixa 4)



Confira os valores dos Salários Mínimos para empregadas domésticas no Brasil


Hoje é o dia da empregada doméstica. Estas profissão, embora antiga e diversificada, está longe de ter os mesmos direitos e remunerações de outras ocupaçães. Isto se deve ao fato do empregador ser uma pessoa física, não geradora de lucros.

O salário da empregada doméstica registrada é instituído por lei, de forma a assegurar o piso, irredutibilidade de salário,  férias e estabilidade para gestantes, pois não possui entidades representativas, como sindicatos.

Confira os valores do salário mínimo para o empregados domésticos nos estados do Brasil em 2009:

Paraná: R$ 605,52

Rio de Janeiro: R$ 512,67

Rio Grande do Sul: R$ 477,40

São Paulo: R$ 505,00

Demais Estados brasileiros: R$ 465,00

Os valores do salário mínimo para o Estado do Paraná, São Paulo e Rio Grande do Sul passarão a valer a partir do dia 1º de maio de 2009.



A partir de 1º de maio entra em vigor o novo Salário Mínimo de São Paulo – Confira aqui os novos valores


De acordo com a Lei nº 13.485 de 03.04.2009, os novos valores do salário mínimo no Estado de São Paulo, serão de:

R$ 505,00 (quinhentos e cinco reais), para os trabalhadores domésticos, serventes, trabalhadores agropecuários e florestais, pescadores, contínuos, mensageiros e trabalhadores de serviços de limpeza e conservação, trabalhadores de serviços de manutenção de áreas verdes e de logradouros públicos, auxiliares de serviços gerais de escritório, empregados não-especializados do comércio, da indústria e de serviços administrativos, cumins, “barboys”, lavadeiros, ascensoristas, “motoboys”, trabalhadores de movimentação e manipulação de mercadorias e materiais e trabalhadores não-especializados de minas e pedreiras;

R$ 530,00 (quinhentos e trinta reais), para os operadores de máquinas e implementos agrícolas e florestais, de máquinas da construção civil, de mineração e de cortar e lavrar madeira, classificadores de correspondência e carteiros, tintureiros, barbeiros, cabeleireiros, manicures e pedicures, dedetizadores, vendedores, trabalhadores de costura e estofadores, pedreiros, trabalhadores de preparação de alimentos e bebidas, de fabricação e confecção de papel e papelão, trabalhadores em serviços de proteção e segurança pessoal e patrimonial, trabalhadores de serviços de turismo e hospedagem, garçons, cobradores de transportes coletivos, “barmen”, pintores, encanadores, soldadores, chapeadores, montadores de estruturas metálicas, vidreiros e ceramistas, fiandeiros, tecelões, tingidores, trabalhadores de curtimento, joalheiros, ourives, operadores de máquinas de escritório, datilógrafos, digitadores, telefonistas, operadores de telefone e de “telemarketing”, atendentes e comissários de serviços de transporte de passageiros, trabalhadores de redes de energia e de telecomunicações, mestres e contramestres, marceneiros, trabalhadores em usinagem de metais, ajustadores mecânicos, montadores de máquinas, operadores de instalações de processamento químico e supervisores de produção e manutenção industrial;

R$ 545,00 (quinhentos e quarenta cinco reais), para os administradores agropecuários e florestais, trabalhadores de serviços de higiene e saúde, chefes de serviços de transportes e de comunicações, supervisores de compras e de vendas, agentes técnicos em vendas e representantes comerciais, operadores de estação de rádio e de estação de televisão, de equipamentos de sonorização e de projeção cinematográfica e técnicos em eletrônica.

Estes valores entrarão em vigor a partir do dia 1º de maio de 2009, no Estado de São Paulo.



De acordo com Dieese o salário mínimo do brasileiro deveria ser de R$ 2.005,57


Levantamento divulgado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), revelou que o salário mínimo necessário, para o trabalhador brasileiro suprir suas necessidades básicas e de sua família, deveria ser de R$ 2.005,57 no mês de março.

O cálculo, para chegar a este valor, foi feito com base na Pesquisa Nacional da Cesta Básica em março, realizada em 17 capitais brasileiras. 

Na pesquisa foi considerado o presuposto na Constituição Federal, de que “o salário mínimo fixado em lei deverá suprir as necessidades vitais básicas e de sua família, como moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social”. O gasto familiar foi ponderado, considerando o maior valor da ração essencial das localidades pesquisadas para uma família de dois adultos e duas crianças.



Governo anuncia que o Salário Mínimo em 2010 poderá ser de R$506,50


Paulo Bernardo, Ministro do Planejamento, anunciou que o Governo Federal está propondo que o valor do salário mínimo em 2010 passe a valer R$506,50, a partir de 1º de fevereiro.

Esta proposta foi incluída na Lei das Diretrizes Orçamentárias enviada hoje ao Congresso. 

Esta proposta se baseia na previsão de um crescimento econômico de 2% no PIB (Produto Interno Bruto) neste ano. A expectativa para 2010 é um crescimento de 4,5% no PIB.

Caso seja aprovado, o salário mínimo, que hoje é de R$ 465, terá um aumento de 8,92%.



Salário Mínimo no Paraná poderá chegar a R$ 629


O valor do novo salário mínimo no estado do Paraná deve ficar entre R$ 605 e R$ 629,00, 35% acima do valor do salário mínimo nacional (R$ 465). 

A proposta de aumento foi enviada à Assembéia Legislativa e, se aprovada, passará a entrar em vigor no dia 1° de maio de 2009. 

Ao todo serão 190 mil trabalhadores que serão beneficiados com o aumento. Lembrando que o salário mínimo é aplicado para  categorias que não possuem acordo coletivo de trabalho, ou seja, que não sejam sindicalizados.

O valor do salário mínimo no Paraná é um dos mais altos do país.



Algumas estimativas sobre o Salário Mínimo brasileiro


De acordo com uma pesquisa recente, 43,4 milhões de brasileiros possuem o seu rendimento baseado no salário mínimo. Ou seja, que foram beneficiados com o reajuste anual.

Deste valor total, 17,8 milhões recebem o benefício do INSS; 12,6 milhões são trabalhadores da iniciativa privada; 8,1 milhões são trabalhadores autônomos; 4,6 milhões de trabalhadores domésticos e 176 mil empregadores.

Com o último aumento do Salário Mínimo, de R$ 465,00, a renda na economia brasileira teve um aumento de R$ 27,8 bilhões, destes,  R$6,8 bilhões correspondem ao aumento da arrecadação de impostos sobre o consumo da população.  



O Salário Mínimo e as Centrais Sindicais


O reajuste do Salário Mínimo nos últimos anos deve-se a uma extensa mobilização das centrais sindicais brasileiras (CGTB, CTB, CUT, NCST, UGT e Força Sindical). Isso fez com que o valor do salário mínimo aumentasse 132,50% de 2003 a 2009.

Além do reajuste salarial, as centrais sindicais conseguiram que o governo intituisse uma política de valorização permanente do salário. Isso garante o poder de compra do mínimo até 2023 e , esta valorização está atrelada à variação do PIB (Produto Interno Bruto), ou seja, do valor da riqueza gerada no país.

Também foi negociado com o Governo que o valor do salário mínimo será reajustado, a partir de 2010, sempre no dia primeiro de janeiro.



Governo de São Paulo irá aumentar piso salarial dos trabalhadores


O piso salarial de trabalhadores de São Paulo que não possuem sindicatos organizados, ou possuem sindicato muito fraco, poderão ser reajustados pelo Governo do Estado.

Conforme o projeto-lei, o piso salarial de empregadas domésticas, motoboys e serventes passa a valer R$ 505. Já o piso para manicures, pedicures, cabeleleiros e vendedores será de R$ 530, e a faixa salarial para pintores, garçons, e encanadores será de R$ 545.

O projeto-lei deverá ser entregue ainda hoje na Assembléia Legislativa para ser aprovado. A expectativa do Governo é que ele entre em vigor a partir de abril.



Entra em vigor hoje o novo valor do Salário Mínimo


A partir de hoje, 01/02/2009, o salário mínimo passará a valer R$465,00. O reajuste foi de  12% com relação ao anteriorque era  R$415,00.

O salário do seguro desemprego e do abono salarial também foram reajustados. O valor médio do seguro-desemprego passou de R$564,4 para R$632,40

O abono salarial passará a ter o mesmo valor do salário mínimo de R$465,00.

Segundo o Ministro do Trabalho, Carlos Lupi, este reajuste irá aumentar a economia brasileira em R$21 bilhões e acredita que o novo valor do salário poderá aquecer o mercado.



Novo Valor do Salário Mínimo será de R$ 465 a partir de 01-02-2009


Eis que a partir do dia 01/02/2009 o valor do Salário Mínimo subirá R$ 50, indo para o patamar de R$ 465.

A decisão foi tomada pelo presidente Lula e as centrais sindicais, em uma reunião que durou cerca de três horas.

Será feita uma medida provisória, a fim de confirmar um acordo já feito com as centrais sindicais em 2008, e também para tentar promover um aquecimento no mercado interno, tendo em vista a Crise Financeira Mundial.

Não é um grande aumento (ainda abaixo de R$ 500), mas pelo menos isso ocorreu!