Destaque em Salário SP

Atualizações anteriores



Diferença de Salário entre Homens e Mulheres Diminui em São Paulo


Uma pesquisa realizada pelo Dieese mostrou que os rendimentos das mulheres em São Paulo aumentaram se comparado aos dos homens, a pesquisa foi feita em parceria com a Fundação Seade.

A pesquisa levou em consideração o valor pago por hora tanto para homens quanto para as mulheres, sendo que eles ainda possuem uma jornada maior que elas, 44 horas contra 39.

Em 2011 o valor médio pago por hora para as mulheres foi de R$ 7,32, ou seja, um aumento de 2,4% se comparado a 2010. O aumento entre os homens na comparação dos anos de 2010 e 2011 foi de 0,4%, esse ritmo de crescimento fez com que a diferença entre os dois diminuísse bastante.

De acordo com especialistas, um dos responsáveis por esse aumento no rendimento das mulheres foi a elevação ocorrida no comércio e nos serviços domésticos, sendo que estes fatores podem ter sido influenciados pelo novo valor do salário mínimo, além dos diferentes pisos praticados em cada região.

De acordo com a pesquisa, o valor por hora entre as mulheres apresentou um aumento generalizado, com exceção das funcionárias públicas.

Por Joyce Silva



Novo Valor Salário Mínimo de São Paulo 2010


Foi aprovada e sancionada pelo Governador José Serra a lei nº 13.983, que prevê o reajuste dos pisos salariais para o Estado de São Paulo.

A lei, que entra em vigor a partir do dia 1º de abril de 2010, determina que o salário mínimo de São Paulo será de R$ 560 (primeira faixa), R$ 570 (segunda faixa) e R$ 580 (terceira faixa).

Clique aqui e confira as profissões pertencentes a cada faixa salarial.

A primeira faixa salarial sofreu um aumento de 10,89%, a segunda de 7,55% e a terceira teve um reajuste de 6,42%. Todos os pisos possuem valores acima do salário mínimo nacional, que é de R$ 510,00.

Terão direito a receber o piso salarial regional trabalhadores da iniciativa privada que não possuem piso salarial definido em acordo coletivo, convenção ou lei federal.