Atualizações anteriores



Reajuste do Piso Salarial dos Professores em 22,22%


Foi divulgado na tarde desta segunda-feira (27) pelo Ministério da Educação, o reajuste para o piso salarial dos professores em 22,22%.

O valor da remuneração passa a ser agora de R$ 1.451 para um professor de ensino médio com jornada de trabalho estipulada em 40 horas por semana.

Tal medida é retroativa para o primeiro dia de janeiro de 2012.

De acordo com detalhes do MEC, a correção no salário dos docentes é refletida na variação do valor anual mínimo por aluno que foi definido em âmbito nacional no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) do ano de 2011, fazendo uma comparação com o valor apresentado em 2010.

No ano passado o piso aplicado ficou no valor de R$ 1.187. Já em 2010, o a remuneração era de R$ 1,024. Os estados e municípios são obrigados em aplicar o piso de acordo com a lei federal número 11,738, de 16 de junho de 2008.

Algumas das regiões brasileiras podem alegar não possuir verbas suficientes para o pagamento do reajuste, acessando assim recursos federais para a complementação da folha de pagamento.

Porém, desde a regulamentação de 2008, nenhum estado ou município conseguiu receber os recursos, pois o MEC não comprovou a falta de verbas para tal.



Salários dos Professores do Pará – Altas e incentivos


Os professores que lecionam 40 horas semanais na rede estadual do Pará, recebem, no mínimo, o valor de R$ 1.877,51 e os que possuem doutorado podem chegar a receber o valor de até R$ 5.591,33, conforme informação no site www.agenciapara.com.br.

Os profissionais que atuam no Pará tiveram um ganho de 30%, desde setembro de 2011, para se atingir o piso estabelecido pelo Governo Federal, além de um plano de cargos que inclui benefícios incorporados.

Atualmente, o profissional com nível médio no Estado do Pará, recebe o salário de R$ 1.897,51, mais gratificações, conforme a escolaridade, magistério e titularidade.

Diante do quadro atual, uma proposta de se pagar o piso nacional em 2012, foi feita pelo Governo do Estado, aos professores paraenses. Estima-se que o valor deste aumento deverá chegar a R$ 12 milhões por mês.

Trata-se, então, de um planejamento que visa incentivar os profissionais da Educação da região, que de maneira geral, beneficiará a Educação como um todo, uma vez que profissionais satisfeitos geram satisfação aos pais/alunos, surtindo assim um efeito positivo na sociedade, colaborando para que a educação ganhe perspectivas positivas e alcance resultados satisfatórios, no que tange a arte de educar.

Por Mônica Palácio



Novo Piso Salarial para Professores 2011


Foi divulgado nesta quinta-feira (24) pelo Ministério da Educação, que o novo piso nacional para professores terá um reajuste de 15,9%. Com este reajuste o valor passa de R$ 1.024,67 para R$ 1.187,97.

De acordo com está lei, nenhum professor de nível médio, com carga horária de 40 horas semanais poderá receber menos que este valor.

O MEC aproveitou e divulgou os critérios para que Estados e Municípios possam cumprir o novo piso do magistério.

O novo piso salarial é assegurado pela Constituição Federal e deve ser respeitado em todo o território nacional, em todas as redes públicas e privadas.

Um exemplo da falta de responsabilidade e não aplicação da lei, é a cidade de Torixoreu (Mato Grosso) onde o professor sem curso superior com carga horária de 30 horas semanais recebe o piso de R$ 415,00, ou seja, menos do que o salário mínimo nacional.

Por Henrique Pereira



Baixos salários dos professores e a vergonhosa qualidade da educação brasileira


Em um recente relatório da UNESCO que avaliou a qualidade educacional em 128 países, o Brasil ficou na infame 88º posição. Cooperando para isso estão a falta de investimentos e os baixos salários dos professores. Só em 2009, 10 bilhões de reais deixaram de ser aplicados no FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) devido aos conflitos financeiros enfrentados pelo país.

No Paraná, os professores da rede estadual recebem míseros R$ 516,57 (em princípio de carreira, para uma jornada de 20 horas semanais). Não dá para desvincular os salários precários – que desmotivam os docentes – com a decadência na qualidade de ensino.

É imprescindível para o êxito da educação brasileira e o bem-estar dos professores que um piso salarial nacional seja implantado. A valorização que o nosso governo e sociedade derem (ou não) a esses profissionais implicará de forma intrínseca no futuro da educação estadual, e consequentemente no desenvolvimento da nação como um todo.

Fonte: www.nota10.com.br



Greve dos Professores em Belo Horizonte (MG)


Várias escolas da rede particular de Belo Horizonte ficaram sem aulas na manhã desta sexta-feira, 26 de março de 2010.

O motivo foi a concentração de professores na Associação Médica de Minas Gerais, localizada na Avenida João Pinheiro, para discutir o início de uma greve geral, que ficou marcada para o próximo dia 05.

Entre as escolas envolvidas estão a Santa Dorotéia, Loyola, Sagrado Coração de Maria e Batista Mineiro. Dentre as propostas reivindicadas está a reposição de 4,36% no salário dos professores, com base no INPC, bem como a utilização de horas da gratificação por atividade extra-classe para atividades pedagógicas e de aperfeiçoamento.

Fonte: www.hojeemdia.com.br


Bônus Salário Professores de São Paulo


O Secretário da Educação, Paulo Renato Souza, anunciou nessa segunda feira (22/03) o pagamento de bônus para professores da rede estadual do estado de São Paulo.

Segundo o jornal Estado de São Paulo, o benefício será pago a 176,5 mil profissionais, dos mais de 220 mil docentes do estado, e tem como critério o desempenho de professores, diretores e demais funcionários que cumpriram as metas de desempenho definidas para sua escola, mesmo que parcialmente.

No total a bonificação será de R$ 655 milhões, com valores que variam entre R$ 1 mil e R$ 8 mil reais.

O anúncio vem a calhar, pois, desde o dia 8 de março os professores paulistas estão em greve, reivindicando melhores salários. Na última sexta-feira (19/03) os grevistas prometeram fechar todas as escolas do estado, em manifestação, que contou com mais de 8 mil pessoas, parando o trânsito da Avenida Paulista.

Por Thiago Martins



Valor Salário Mínimo Professores 2010 – Reajuste


O Governo reajustou hoje (30 de dezembro) o valor dos salários para os Professores para o ano de 2010.

O novo mínimo para professores da rede pública teve um aumento de 7,86% e agora passará a ser de pelo menos R$1.024,67 (valor para 40 horas semanais).

O cálculo do novo salário dos professores foi realizado de acordo com o reajuste do Fundeb (tendo como base o valor de 2008).

Segundo o Ministério da Educação, a média salarial dos professores atualmente é de R$1.527,00 (aproximadamente R$600,00 a mais do que a média nacional). Apesar disso, em vários estados, o valor recebido pelos professores ainda era inferior a esta média.