Atualizações anteriores



Servidores municipais de Teresina – PI fazem manifestações trabalhistas


Nesta quarta-feira, dia 12 de dezembro de 2012, os servidores públicos municipais da cidade de Teresina realizaram uma reunião para Assembléia Geral no centro da cidade.

No encontro foram aprovadas reivindicações de diversas áreas da Prefeitura Municipal com alteração da carreira dos técnico-administrativos, pagamento de 13º e horas extras aos funcionários, reajuste salarial, concessão de insalubridade para profissionais de saúde, além de outras questões específicas.

A pauta com as solicitações dos trabalhadores foi entregue ao prefeito eleito de Teresina Firmino Filho e será, também, votada na Assembléia Legislativa do Piauí.

Por Ana Camila Neves Morais



Piauí – 41% da população sobrevive com 1 salário mínimo


42% dos piauienses, que corresponde a 1.908.912 de sua população, com idade de 10 anos ou mais, não tem nenhum tipo de renda e 41% da população se sustenta com até um salário mínimo por mês. Conforme dados apontados no Censo Demográfico 2010, com divulgação feita pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, informa o site www.180graus.com.

A pesquisa mostra que o Brasil apresenta uma desigualdade de renda muito expressiva, mesmo que tenha sido notada alguma redução nos anos anteriores.

Pedro Soares, do IBGE (Piauí), ressalta que em 2010, o indicador de pobreza era maior em municípios com porte médio.

No Estado, de 100 habitantes, 19 sobrevivem com uma renda de até R$ 70,00, este dado é superado pelo Maranhão como indicam pesquisas.

Outro aspecto que foi observado, é que na Região os homens continuam tendo um rendimento muito maior que a mulher, e esta diferença na renda acontece em municípios que contam com até 50 mil habitantes. Onde foi detectado que os homens recebem até 47% a mais do que as mulheres.

Muito tem que ser feito para que índices de igualdade, entre homens e mulheres, sejam apontados em pesquisas futuras.

Por Mônica Palácio