Atualizações anteriores



Ministro do Trabalho espera emprego em alta em 2013


O Ministério do Trabalho e Emprego divulgou neste sábado, dia 29 de dezembro de 2012, a expectativa de que se mantenham baixos níveis de desemprego durante o próximo ano.

Segundo Brizola Neto é esperado que em 2013 o mercado de trabalho fique ainda mais aquecido com aumento no número de empregos ofertados.

Ainda de acordo com o ministro, a retomada do crescimento da economia trará um novo ânimo para setores afetados pela crise econômica como a indústria demandando uma maior mão de obra e que, para isso, é necessário garantir a qualificação dos trabalhadores para este setor.

Fonte: Agência Brasil

Por Ana Camila Neves Morais



Mais de 46.000 empregos formais são criados no Brasil


Nesta quarta-feira, dia 19 de dezembro de 2012, o Ministério do Trabalho divulgou dados importantes para os trabalhadores de todo o país.

Segundo pesquisa realizada pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) foram criados cerca de 46.095 postos de empregos formais com carteira assinada durante o mês de novembro de 2012.

Esta informação demonstra uma melhora no mercado de trabalho sendo este total de empregos gerados bem maior do que os 42.735 do mês de novembro de 2011, mas representou uma queda em relação à outubro que criou mais de 66.900 novos trabalhos para os brasileiros.

Fonte: Reuters

Por Ana Camila Neves Morais



Arrecadação do FGTS em 2011


O valor acumulado da arrecadação do FGTS no ano passado alcançou o recorde de R$ 72,2 bilhões. Se comparado a 2010, o total arrecadado foi 16,9% superior.

Do total bruto, houve a soma de R$ 56,7 bilhões em saques, permitindo uma arrecadação líquida de R$ 14,6 bilhões, resultado 22,7% acima de 2010.

Os setores que tiveram o maior destaque foram o da construção civil (alta de 25,8%) e do comércio (crescimento de 21,4%).

Os dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) ainda apontam que os saques de recursos do benefício chegaram a mais de 34 milhões de trabalhadores.

O valor arrecadado com o FGTS é investido em vários setores do Brasil, principalmente nas áreas de habitação, saneamento básico e infraestrutura urbana. No ano passado, estes três segmentos receberam investimentos de R$ 37,7 bilhões do FGTS, sendo que a infraestrutura recebeu R$ 2,1 bilhões em 34 contratações efetivadas e o saneamento recebeu R$ 1 bilhão no financiamento de 24 obras que beneficiaram cinco milhões de pessoas.

Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego

Por Matheus Camargo



MTE – Salário Médio de Admissão – Crescimento entre 2003 e 2010


O aumento da remuneração do trabalhador é um dos pontos altos do bom ambiente econômico brasileiro, mas não o único. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego assoalham que o salário médio de admissão (descontada a inflação) cresceu 29,51% entre 2003 e 2010, justamente durante os dois mandatos de Luiz Inácio Lula da Silva.

Com base nas informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), essa média geral, porém, ilustra dessemelhanças enraizadas há tempos entre homens e mulheres. Na primeira ala o incremento foi de 31,79%, no período, e na segunda, 25,84%.

O ministério abaliza que além dessa constatação, também ocorreu crescimento do rendimento médio dos trabalhadores com carteira assinada (formalizados) em 18,25% desde 2003 (descontada a inflação).

Matéria conduzida pelo portal de notícias G1 ressalta que nesse período de oito anos R$ 36,5 bilhões do abono salarial foram destinados diretamente a mais de 97 milhões de trabalhadores.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Novo Ponto Eletrônico será fiscalizado pelo MTE


O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) começa a fiscalizar no próximo mês as empresas quanto à utilização do novo ponto eletrônico em todo o Brasil.

As empresas com mais de dez funcionários devem controlar a jornada de trabalho de seus funcionários através da máquina eletrônica. As empresas que forem fiscalizadas terão de 30 a 90 dias para instalar o ponto caso não tenha ainda se adaptado à nova norma.

Quem não se adaptar, no entanto, receberá uma notificação oficial. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, a fiscalização terá início no dia 2 de agosto em todo o país.

Outras informações no site: www.mte.gov.br .

Por Luana Neves



Greve: Metade dos servidores do Ministério do Trabalho estão executando suas atividades


Muitos brasileiros estão sendo prejudicados com a greve que se desenrola desde o último dia 06 de abril realizada pelos funcionários da área administrativa do Ministério do Trabalho. O Superior Tribunal de Justiça determinou no mês de maio que pelo menos cinqüenta por cento dos servidores estejam disponíveis para atendimento à população.

Atualmente só estão sendo oferecidos os serviços de emissão de carteira de trabalho para pessoas estrangeiras e recursos em relação ao seguro-desemprego, com distribuição de metade das senhas. Estas começam a ser entregues às cinco horas da manhã e muitas pessoas que ficam esperando na fila não conseguem ser atendidas, ficando sem poder trabalhar ou sem receber seu seguro-desemprego.

Por Elizabeth Preático

Fonte: G1



Ponto Eletrônico – Ministério do Trabalho determina novas Regras


As novas regras para o ponto eletrônico estabelecidas pelo Ministério do Trabalho começam a valer a partir do próximo dia 21 de agosto para empresas com mais de dez funcionários, e estão gerando polêmica em sua implantação.

Dentre as novas medidas, haverá impressão do comprovante a cada registro, gerando uma série de papéis que ficarão guardados durante cinco anos, que é o tempo permitido para reclamações junto à Justiça do Trabalho. Este é um dos pontos de maior discussão por parte dos sindicatos. Além disso, a tinta deverá permanecer no papel durante estes cinco anos em que poderá ser guardada, conforme estabelecido pelo ministério.

O novo sistema deverá ser inviolável e não deve permitir que informações sejam alteradas ou apagadas. As empresas, entre outras coisas, temem pela demora que o ponto eletrônico pode gerar na emissão do tíquete, causando filas e com isto, uma diminuição do tempo dedicado ao trabalho.

Por Elizabeth Preático

Fontes: G1, Correio do Povo



Seguro Desemprego – Ministério do Trabalho lança novo Sistema Online – Rapidez e Agilidade


O Ministério do Trabalho e Emprego lançou na última quarta-feira (14/07) um sistema online que possibilita o recebimento do seguro-desemprego em até cinco dias após a rescisão do contrato de trabalho.

A ferramenta vai permitir que as fases da rescisão do contrato do trabalhador seja acompanhado através da internet, facilitando o processo para a justiça, para a empresa e para o trabalhador.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, o sistema será implantado nas cidades dos estados de Tocantins, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraíba e no Distrito Federal. Ainda não há previsão de quando a nova ferramenta estará disponível nos demais municípios brasileiros.

Por Luana Neves



Requerimento do Saque do FGTS no Ministério do Trabalho


Enquanto durar a greve dos funcionários da Caixa Econômica Federal (CEF), os trabalhadores desempregados que tiverem direito ao recebimento do seguro desemprego poderão solicitar o pagamento do benefício diretamente nas agências regionais ou estaduais do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e nos postos Sistema Nacional de Emprego.

Para solicitar o benefício, que poderá ser de até cinco parcelas mensais, o trabalhador deverá apresentar a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e o cartão do Programa de Integração Social (PIS) ou do PASEP. Enquanto durar a greve dos funcionários da CEF, os saques dos benefícios poderão ser feitos diretamente em qualquer casa lotérica do País, desde que os beneficiários tenham o Cartão-Cidadão.

Por: Alexandre de Souza Acioli