Atualizações anteriores



Reajuste Salarial – Metalúrgicos – Mercedes-Benz


As várias alas trabalhistas brasileiras têm aproveitado o cenário econômico brasileiro favorável para angariarem remunerações mais altas. Recentemente, metalúrgicos do ABC conquistaram alta em seus salários; agora foi a vez dos trabalhadores atuantes na Mercedes-Benz campinense, centro responsável pela assistência técnica de distribuição de peças e veículos.

Após 16 dias de greve, uma assembleia ocorrida na última terça-feira, 28 de setembro, convencionou reajuste salarial de 10,5% aos trabalhadores da unidade. De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região, aproximadamente 800 trabalhadores estabeleceram, quase como um adendo, piso salarial de R$ 1.440,00.

A convenção, conforme já mencionado anteriormente, segue a tendência iniciada na semana passada, quando metalúrgicos da Volkswagen, Scania e Ford conseguiram reajuste de 10,8%.

A categoria parece bem posicionada no atual momento, pois inúmeras foram as séries trabalhistas que pouco conseguiram nesse sentido e em tal amplitude. O reajuste de 10,5% está bem acima da inflação, de 4,50% aproximadamente.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Reuters



Reajuste Salarial – Metalúrgicos – GM


A confiança dos empresários e consumidores surte positiva e consideravelmente importante à própria economia brasileira. O aumento da massa salarial, termo em evidência na atualidade, e a geração de empregos têm propiciado índices interessantes ao país, permitindo às empresas estrangeiras apostar em bons resultados por aqui.

Enquanto o movimento geral permanece nesse sentido, vários são os setores que de uma maneira ou outra se valem da ampliação do Produto Interno Bruto (PIB). De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, os metalúrgicos da montadora da General Motors, na cidade, conquistaram no início desta semana reajuste salarial de 9%.

Destilado em duas partes, 4,52% são referentes ao aumento salarial e outros 4,29% ao reajuste pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Pelo acordo, divulgado pelo portal Economia Terra, há previsão de abono de R$ 2,2 mil.

A conquista deste ano é superior à campanha salarial de 2009, a qual reteve somente 3,7% de aumento real aos trabalhadores da fábrica, então situada no interior de São Paulo.

Por Luiz Felipe T. Erdei



Sindicato dos metalúrgicos do ABC querem caças suecos à FAB


A fabricante de aviões de Saab ganhou mais um reforço importante na disputa pela venda de caças à Força Aérea Brasileira. Os metalúrgicos do grande ABC, berço de Luiz Inácio Lula da Silva, presidente do Brasil, votam em favor da empresa sueca sob a justificativa de que a companhia fará investimentos no país e transferirá sua tecnologia.

Lula, por outro lado, expressa o interesse em adquirir os caças da fabricante francesa Dassault, admitido, inclusive, no final do ano passado, quando esteve reunido com o presidente francês Nicolas Sarkozy.

Sérgio Nobre, presidente do sindicato dos metalúrgicos do Grande ABC, avalia que a principal causa do embate sindical é o emprego; por isso, a proposta da Saab soa mais interessante, embora os sindicalistas só devam conhecer as cláusulas superficiais de todas as concorrentes, que incluem a sueca, a francesa e a norte-americana Boeing.

Fonte: Uol

Por Luiz Felipe T. Erdei