Atualizações anteriores



Reajuste do IGP-M de maio será o menor de 2011


Alugar casa é uma das opções para quem deseja ter seu próprio espaço. Com a família, entre amigos ou simplesmente sozinho, esse sistema de acesso a residências tem ocasionado falta de imóveis na cidade de São Paulo segundo constatação do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Comerciais e Residenciais de São Paulo (Secovi-SP).

O Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) é utilizado como base para o reajuste dos contratos de locação. Dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV) assinalam que em maio ocorrerá o menor reajuste de 2011, com variação percentual de 10,60% referente ao acumulado entre maio do ano passado e abril deste ano.

Para Roberto Akazawa, gerente do Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP, aproximadamente 90% do mercado de aluguéis utiliza o indexador IGP-M como alicerce para reajustes, porém o acerto entre contratado e contratante pode ser realizado da maneira como convier às duas partes.

Mesmo assim, nos dias atuais o reajuste baseado no IGP-M precisa ser consagrado integralmente em função da pouca oferta de imóveis.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Assessoria de Imprensa (Secovi-SP)