Atualizações anteriores



Lucro do Banco do Brasil apresentou crescimento de 12,3% em 2011


Somente no ano passado, o Banco do Brasil teve crescimento de 12,3% em seu lucro. Os dados foram divulgados na segunda-feira (02/04) pela própria instituição financeira.

A alta é relativa ao resultado verificado em 2010. Em números absolutos, o lucro chegou a R$ 12,682 bilhões. Já no BR Gaap, o total de lucro do ano passado chegou a R$ 12,126 bilhões, registrando alta de 3,6% em comparação com 2010.

O Banco do Brasil justificou o resultado dizendo que, de acordo com as normas contábeis realizadas no Brasil, o convênio com a Mapfre foi entendido como uma troca de participações da sociedade, que considerou o total de patrimônio líquido, tanto recebido quanto contribuído. Assim, o Banco do Brasil teve que aportar dinheiro.

Relativo às perdas em financiamentos a clientes, o Banco do Brasil fez o cálculo conforme estipulam as regras do Banco Central, ou seja, baseando-se na classificação de risco de crédito. No BR Gaap, o total do ágio ou deságio que resulta da aquisição de controle de uma empresa sofre amortização no prazo máximo de 10 anos, se estiver fundamentado na previsão de rentabilidade futura.

Por Matheus Camargo

Fonte: Banco do Brasil



BNDES tem lucro de R$ 6,7 bi em 2009


O Portal de Notícias G1 revelou que o lucro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ao término de 2009, foi de R$ 6,7 bilhões, representando, portanto, uma ascensão de quase 27% em relação a 2008, que teve lucro de R$ 5,3 bilhões.

O BNDES afirmou que esse crescimento positivo se deve ao resultado bruto da intermediação financeira, que saltou de R$ 3,9 bilhões em 2008 ante R$ 5,8 bilhões no ano passado, em virtude do desenvolvimento das carteiras de títulos e valores imobiliários e das operações de crédito.

Uma nota divulgada pelo BNDES, noticiada pelo G1, afirma que o aumento da provisão foi decorrente da queda de rendimento da atividade econômica durante 2009 e o rebaixamento da classificação de risco de alguns de seus clientes.

Fonte: G1

Por Luiz Felipe T. Erdei



Caixa Econômica lucra mais de R$ 970 milhões em 2009


A Caixa Econômica Federal encerrou os últimos três meses do ano passado com um lucro líquido de mais de R$ 970 milhões, configurando, assim, um desenvolvimento de 57,4% em comparação ao mesmo período de 2008, segundo reportagem veiculada pelo Yahoo! Notícias, com base na agência de notícias Reuters.

No acumulado de 2009, o lucro da Caixa Econômica alcançou R$ 3 bilhões, bem abaixo do constatado em 2008, quando à ocasião apresentou lucros de R$ 3,9 bilhões. No final de 2009, a carteira de crédito do banco figurava mais de R$ 124 bilhões, uma ascensão de 55,3% em um ano.

Outro dado levantado pela CEF foi o saldo de operações vencidas com prazo superior a três meses, com recuo de 2,4% para 2,2% do total.

Fonte: Yahoo!Notícias

Por Luiz Felipe T. Erdei



Divisão de lucro das empresas a seus funcionários


O Ministério da Justiça pretende estabelecer uma nova norma às empresas brasileiras. De acordo com informações preliminares, há um projeto em discussão que visa obrigar as companhias a distribuírem 5% de seu lucro líquido aos seus empregados. Quem não cumprir, estará sujeito a um acréscimo no Imposto de Renda sob o mesmo índice.

Entretanto, assim como acontece, atualmente, na nova lei sobre gestantes, as micro e pequenas empresas estão excluídas do projeto. Estatais e pessoas físicas também foram eliminadas.

A nova norma deverá receber aval da sociedade civil e seguirá diretamente à Casa Civil até o final da primeira semana de fevereiro. Adiante, o projeto seguirá para avaliação no Congresso Nacional.

Além desta pretensão, no Brasil tramitam outras medidas efetuadas pelo Ministério do Trabalho, como, por exemplo, a permissão do trabalhador recorrer à Justiça do Trabalho sem a necessidade de contratar um advogado para causas de até R$ 30,6 mil, ou 60 salários mínimos.

Por Luiz Felipe T. Erdei