Atualizações anteriores



Emissão de Notas Fiscais Eletrônicas em Goiás apresentou alta no 1º trimestre de 2012


De acordo com a Secretaria da Fazenda de Goiás, a emissão de NF-e, Notas Fiscais Eletrônicas, teve um crescimento de 14% no primeiro trimestre de 2012 quando comparado ao mesmo período do ano de 2011. O valor total foi superior a R$ 118 milhões, o que representa a emissão de 21 milhões de notas.

Segundo o representante da GIEF – Gerência de Informação Econômicos-Fiscais, Antonio Carlos, o resultado retrata o crescimento econômico do Estado, além da alta no faturamento das empresas locais.

Esse aumento contribuiu diretamente com a arrecadação tributária referente aos primeiros meses de 2012, mas os valores registrados pelos cofres públicos tiveram queda de 6,31% em comparação a 2011.

Nos três primeiros meses do ano passado, os tributos vindos da arrecadação foram de R$ 2,45 bilhões, sendo que esse ano o valor foi de R$ 2,28 bilhões. Essa queda foi justificada pelas receitas extras de 2011 provenientes do Programa de Recuperação de Créditos, além de algumas mudanças ocorridas no calendário oficial, o que fez com que a receita aumentasse R$ 413 milhões no ano passado.

De acordo com o secretário da Fazenda de Goiás, Simão Cirineu, caso fossem excluídas essas receitas extras, o crescimento seria de 11,1%, o que representa um ótimo resultado.

Por Joyce Silva