Atualizações anteriores



FMI pede que taxas de juro sejam mantidas baixas


O Brasil pode ser notado como um grande espelho ao mundo financeiro e econômico. O Fundo Monetário Internacional (FMI) – com base nisso? – recomendou ao G-7 (grupo dos sete países mais industrializados do planeta) que mantenha medidas de incentivo às suas economias, mas que prepare terreno para a retirada estratégica de cada uma.

Um porta-voz do FMI, segundo o Portal de Economia do Estadão, com suporte na Agência Estado, avalia que existe – e existirá – desenvolvimento das economias, mas que o processo ainda continuará lento. Embora o discurso seja conservador ao extremo, o órgão preferiu manter os percentuais de crescimento ao G-7 em 2,1% para este ano e 2,3% para 2011.

Em relação aos Bancos Centrais, o FMI pede que as taxas de juros sejam mantidas em níveis baixos até o final deste ano, bem como os estímulos fiscais previstos, que precisam ser implementados.

Clique aqui e confira mais pontos difundidos pelo FMI.

Por Luiz Felipe T. Erdei