Atualizações anteriores



Pesquisa revela que estudantes universitários usam de maneira indevida os cartões de crédito


Uma preocupação que surgiu nos últimos tempos é quanto ao uso do cartão de crédito de forma indevida por parte dos estudantes universitários. Um estudo nos Estados Unidos levou ao resultado de que muitos universitários se encontravam de certa forma endividados devido ao uso de cartão de crédito por parte dos mesmos. Com isso, foram estabelecidas restrições quando o assunto era a solicitação de cartão de crédito nas universidades americanas.

No Brasil, a solicitação de cartão de crédito é algo totalmente simples e muito fácil de ser feito, com isso, o problema do endividamento de universitários em relação ao uso de cartões de crédito também se tornou comum no Brasil, aponta estudos.

Caso você não saiba os professores Wesley Mendes da Silva, Wilson Toshiro Nakamura e Daniel Carrasqueira de Moraes, da FGV-EAESP, publicaram um artigo no qual os mesmos apontam que os estudantes universitários brasileiros estão cada vez mais usando de forma indevida o seu crédito pessoal. Dentre o perfil arriscado, como eles definem, os estudantes brasileiros atendem pelo menos a uma característica que pode levá-los a problemas financeiros.

O artigo foi publicado após um estudo que abordou de forma aleatória 769 alunos que estudavam nas seguintes instituições: Universidade Presbiteriana Mackenzie, Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP), Universidade Bandeirantes (Uniban) e Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP).

O objetivo do estudo era justamente saber se os estudantes universitários brasileiros possuíam algum comportamento financeiro considerado de risco, nos quais são: saldo de cartão de crédito igual ou superior a R$ 1.000,00; pagamento de fatura com atraso de 60 dias no período dos últimos dois anos; ter usado o limite total do cartão nos últimos dois anos e saber se nunca ou casualmente foi pago o valor total da fatura.

Vale ressaltar que do número total de entrevistados, 552 afirmaram possuir cartão de crédito e 35% apresentavam ao menos um dos comportamentos de risco citados acima. Além disso, quase que um terço deles possuía dois os mais comportamentos que podem levá-los a prejuízos financeiros.

Um dos pesquisadores que contribuíram com o estudo, Wesley Mendes da Silva, afirmou que o motivo de tanta falta de atenção e uso incorreto do crédito está associado ao fato de que grande parte do público não possui conhecimento financeiro, sendo que 70% dos estudantes sequer sabem como funcionam as taxas de juros de seu cartão de crédito.

Um detalhe interessante é que a pesquisa buscou montar o perfil desses estudantes e constatou que através do consumo eles buscam alcançar um maior status social ou aceitação em seu grupo. Outras características encontradas foram: alguns dos estudantes dispõem de três ou mais cartões, dessa forma, optam por consumir aquilo que está além de seu orçamento financeiro; estudantes em relacionamentos estáveis eram mais propensos a terem saldo devedor mais elevado, mas esses são os que menos efetuam pagamentos parciais de suas contas.

Por Bruno Henrique

Cart?o de Cr?dito

Foto: Divulgação