Atualizações anteriores



Abras – Supermercados podem adotar precificação por unidade de valor


Os supermercados são um dos ambientes preferidos dos consumidores – isto é, em termos gerais. Nesses centros de compras estão situados produtos de consumo imediato, perecíveis, ou outros que podem ser estocados. No entanto, quem não parou à frente de uma determinada marca de refrigerante, por exemplo, para saber quanto custa o litro do líquido ao invés do conteúdo todo?
Sussumu Honda, presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), propôs durante um dos principais eventos do setor, a precificação nos estabelecimentos por unidade de custo. Deste modo, tanto consumidores como supermercadistas podem obter bons benefícios.
Com as devidas regularizações, a Abras pretende, em breve, trabalhar para emplacar a medida no país inteiro. Por enquanto, apenas supermercados de Fortaleza e do Rio de Janeiro adotam essa prática.
A ideia é realmente interessante. Ainda como base nos refrigerantes, atualmente existem vários modelos, de 300 mililitros (ml), 600 ml, 1 litro, 2 l, 2,5 litros ou mais. Isso ajuda ao consumidor, entre outros fatores, a levar para casa um produto que apresente o melhor custo benefício.
Por Luiz Felipe T. Erdei