Atualizações anteriores



Bradesco comprou o HSBC Brasil por US$ 5,2 bilhões


Com a aquisição, o Bradesco chega bem perto de seu maior concorrente, o Banco Itaú, que é considerado o maior banco privado do País. Os clientes e as agências do HSBC passarão a ser geridos pelo Bradesco.

Na última segunda-feira (dia 3) o banco HSBC anunciou à imprensa que vendeu sua subsidiária para o Banco Bradesco. A operação teve o total de US$ 5,2 bilhões em movimentação financeira, o que equivale a R$ 17,6 bilhões.

Depois da compra, o Bradesco chega bem perto de seu maior concorrente, o Banco Itaú, que é considerado o maior banco privado do País. O Itaú possui ativos no total de R$ 1,2 trilhão.

O presidente do Bradesco, Luiz Carlos trabuco Cappi, afirmou através de uma teleconferência na última segunda-feira, que a empresa está grata em ter chegado a um bom termo. Desde o ano de 1943, o Bradesco já realizou 48 novas aquisições, sendo a mais importante, a aquisição do HSBC, banco de enorme relevância dentro do país.

Depois da aquisição, o Bradesco tomará conta de todas as operações do banco de HSBC, incluindo operações de varejo, seguros e administração de seus ativos. Com a venda, os clientes e as agências do HSBC também passarão a ser geridos pelo Bradesco. Porém, o banco HSBC manterá a sua presença no país, somente para as grandes empresas.

A venda foi selada definitivamente no dia 31 de julho e atualmente está em processo de aprovação regulatória. O processo completo tem previsão para ser concluído até junho do próximo ano.

A transação para a aquisição do HSBC ficou em um valor acima do esperado pelo mercado. Mas segundo alguns analistas da agência Credt Suisse, a transação foi estratégica e o Bradesco agora pode implantar mais eficazmente o seu excesso de capital, já que a perspectiva para o crescimento de crédito para os próximos anos é fraca.

Já para os analistas da agência BTG Pactual consideram a compra estratégica, pois o cenário macroeconômico do país está frágil e dificulta altos níveis de retorno, inclusive para o principal rival do Bradesco, o Itaú Unibanco.

Por Patrícia Generoso

Bradesco e HSBC



Bradesco registrou seu maior lucro no 1º tri de 2015


Banco conseguiu obter seu maior lucro de sua história, alcançando R$ 4,24 bilhões, uma alta de 23,3% em comparação ao mesmo período de 2014.

Os bancos são instituições financeiras de grande destaque no mercado econômico e o Bradesco é uma das mais importantes, tanto que ele é conhecido como o segundo maior banco privado, perdendo somente para o Banco Itaú, e nesses últimos dias ele divulgou que nesse primeiro trimestre do ano de 2015 conseguiu obter o maior lucro de toda a sua história.

Ele registrou o segundo maior lucro na história dos bancos brasileiros dentro de um trimestre e esses dados foram anunciados pela Economática, uma empresa que foi fundada no ano de 1986 e que atualmente conta com a presença nos Estados Unidos, Chile, Argentina, Peru, Brasil, México, Argentina e Colômbia. Ela é responsável por realizar análise de ações e também de fundos de investimentos, ou seja, ela realiza serviços avançados no que dizem respeito a levantar os dados dessas instituições e informar quais são as que apresentam os melhores investimentos.

Para ter uma ideia de como isso é importante, a pesquisa mostrou os seguintes dados do Banco Bradesco:

  • Lucro líquido no valor de R$ 4,24 bilhões dentro desse período (primeiro trimestre);
  • Alta de 23,3% se comparado com o mesmo período no ano passado.

Agora quem possui o maior lucro da história?

Como o Itaú realizou há alguns anos a compra do Unibanco e com isso temos agora o Itaú Unibanco, é justamente dele essa colocação, tanto que o valor registrado é de R$ 4,41 bilhões no ano de 2014.

O Itaú Unibanco e o Bradesco disputam todos os anos esse título, de qual deles lucrou mais por período e parece que para os próximos anos a situação não vai ser muito diferente, pois inclusive o Bradesco conseguiu ultrapassar até o valor de lucro do quarto trimestre de 2014, que na época foi de R$ 3,99 bilhões.

Para essa pesquisa foi realizado o levantamento informações dos dez maiores lucros para um trimestre dentro do mercado brasileiro com a utilização de ações negociadas na bolsa, dos quais temos 5 que são do Itaú Unibanco e 1 que é diretamente do Banco do Brasil.

Por Fernanda de Godoi

Bradesco

Foto: Divulgação