Destaque em Abono salarial

Atualizações anteriores



Como sacar o FGTS e o abono salarial durante a greve dos bancários


Mesmo com os bancos em greve é possível sacar o FGTS e o Abono Salarial.

O período de greve das agências bancárias é muito complicado e prejudicial para a vida de muitas pessoas. Isso se dá pelo fato de atualmente muitas contas serem pagas nas agências. Sem falar do problema maior que é a questão de saques e recebimentos. Sem dúvidas esse período de paralisação é causador de muitos transtornos.

Os bancos brasileiros, privados e públicos, inclusive a Caixa Econômica Federal estavam em greve desde o dia 06 de setembro. Durante esse tempo as pessoas enfrentam muitas dificuldades para realizar suas operações bancárias. E muitas não sabem o que fazer, considerando que a maioria dos bancos estão fechados.

Entre as agências que aderiram à greve a Caixa se encontra entre elas. Daí não é possível o saque do FGTS e/ou do abono salarial. Mas existem outras maneiras de sacar esses recebimentos.

Se você se encontra nessa mesma situação, informe-se através deste post e descubra as opções para receber seu esperado dinheiro.

Para sacar o FGTS: A Caixa possui caixas eletrônicos distribuídos em casas lotéricas, ou comércios que possuem o Caixa Aqui. Para realizar o saque é preciso ter o Cartão Cidadão com senha e os saques têm limites de R$1.500,00.

Para sacar o abono salarial: o saque do abono pode ser feito pelo trabalhador do setor privado também em caixas eletrônicos da Caixa (mesmo a agência estando em greve, os caixas eletrônicos funcionam normalmente), casas lotéricas ou em lugares que trabalhem com o Caixa Aqui. Da mesma forma são necessários para o saque o Cartão Cidadão e senha.

Agora, se você é servidor público, você somente poderá sacar seu abono salarial em agências do Banco do Brasil. Ainda que o Banco do Brasil esteja também em greve, existem agências que estão funcionando normalmente. Diante disso, faça uma busca e saque o seu dinheiro. Já para aqueles servidores públicos que possuem conta no BB, o dinheiro é depositado automaticamente, o que facilita a retirada, pois pode-se usar os caixas eletrônicos.

Não deixe de receber o abono salarial, ele é um direito do trabalhador. Até o final deste ano o governo disponibilizou o saque do abono referente ao ano de 2014 e parte do de 2015. Confira a data de recebimento no Calendário do PIS.

Por Sirlene Montes



Prazo final para pagamento do PIS/PASEP é no dia 31 de agosto


Prazo foi prorrogado para que 1,2 milhões de pessoas ainda pudessem sacar

Pagamento do PIS-PASEP/2016 tem sua data prorrogada pelo governo federal.

O anuncio foi feito na terça-feira (1), que haverá prorrogação na data de encerramento do abono salarial dando oportunidades para que todos os beneficiários possam sacar, referente ao ano de 2014.

O prazo de encerramento foi dia 30/07, mas devido a aproximadamente 1,2 milhões de pessoas não terem feito o saque do PIS, ficou decidido, segundo o Ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira que a data seria prorrogada.

Quem perdeu a data de saque do PIS/PASEP 2016 poderá fazê-lo entre os dias 28 de julho e 31 de agosto. O ministro não soube informar a quantidade de pessoas que sacaram dentro do prazo, mas garante que já passou dos 95%, de um total de 18,4 bilhões. Ainda de acordo com o Ministro essa foi a primeira vez que aconteceu a prorrogação para data de saque do PIS.

PIS/PASEP – Como sacar e quem tem direito?

De acordo com a CGU (Controladoria Geral da União) cerca de 15 milhões de trabalhadores brasileiros tem direito ao saque do abono. Ou seja, quem contribuiu com o PIS/PASEP até 1988 tem direito de realizar os saques de seus rendimentos anuais. Vale ressaltar que o trabalhador poderá fazer o saque total de suas contribuições, em caso de aposentadoria, maior de 70 anos ou doença grave. Em caso de óbito do beneficiário, cabe aos herdeiros o saque do PIS/PASEP.

Regras mais rígidas para pagamento do PIS/PASEP 2016

Para o ano de 2016 foram criadas regras mais rígidas para que o trabalhador possa sacar seus rendimentos. Elas começaram a vigorar a partir do inicio do ano de 2015 e uma das regras afeta diretamente o seguro-desemprego. Uma das mudanças no PIS determinam que o trabalhador receba de acordo com o tempo trabalhado. De acordo com as novas leis só recebe o abono salarial quem trabalhou 12 meses.

Lembrando que o PIS é pago aos trabalhadores de empresas privadas regidas pelo CLT. Já o PASEP é um beneficio do governo federal somente para policiais militares e servidores públicos. O saque é feito no na agencias do Banco do Brasil em datas previstas nos calendários anuais. Cerca de 23,6 milhões de trabalhadores brasileiros têm direito ao abono salarial do PIS/2015.

Por Ruth Galvão



Saque do abono salarial pode ser feito até o dia 30 de junho


O saque do abono salarial referente ao PIS pode ser feito até quinta-feira, dia 30 de junho.

Ao menos 1,5 milhões de pessoas ainda não sacaram o abono salarial referente ao PIS, isso porque muitos se esquecem de e outros não sabem. Até quinta-feira, dia 30 de junho, estará disponível.

O benefício é pago no valor do salário mínimo vigente, no caso R$ 880,00.

As pessoas cadastradas no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos, com remuneração de até dois salários mínimos durante o ano da contribuição e que exerceram atividade remunerada durante no mínimo trinta dias em 2014 têm direito a receber o abono salarial de 2015, desde que seus dados tenham sido informados corretamente pelo empregador no RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

O benefício é um dos direitos mais importantes assegurados na Constituição Federal.

Verifique se o abono salarial não foi depositado diretamente na conta. Se não houver o pagamento vá a um autoatendimento da Caixa ou Casa Lotérica com o Cartão Cidadão e senha para sacar. Caso não tenha o cartão basta ir até o caixa em uma agência Caixa e apresentar um documento com foto.

PIS e PASEP

O PIS (Programa de Integração Social) diz respeito aos trabalhadores de empresas privadas regidas pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) e PASEP (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) é devido ao Servidor Público.

Os estados com maior número de pessoas que não retiraram o benefício são Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo.

Conhecer o benefício

Muitos desconhecem esse benefício e acabam deixando passar o dia para retirada do mesmo. Até 30 de junho de 2016 é a data limite para sacar o valor devido. Caso contrário o dinheiro volta aos cofres públicos não podendo ser retirado no próximo ano.

Os trabalhadores que conhecem o benefício sempre retiram para aliviar um pouco as dividas, até porque em ano de crise, qualquer valor é bem indo e, considerando que os beneficiados são os de baixa renda, muitos agradecem poder ter algo com o que contar nesse período.

Dúvidas podem ser esclarecidas nas agências da Caixa ou em Casas Lotéricas. Também pelo atendimento online no site voltado ao PIS ou pelos telefones 158 (Central de Atendimento Alô Trabalhador), 0800 7260207 (Caixa) 0800 729 0001 (Banco do Brasil).

Por Carol de Castro

Saque abono



Caixa desmente Boato sobre Dinheiro referente ao Abono Salarial


Boato divulgado nas redes socais é desmentido pela Caixa Econômica Federal.

Boatos ou notícias falsas são frequentes na internet. Desde anúncio de compra e venda até notícias de morte de pessoas famosas, a rede se contaminou por falácias. Existem até sites onde se cria e se compartilha informações falsas.

Para tentar amenizar esse tipo de informação, o Google criou uma nova fermenta dentro do seu sistema para conferir a credibilidade ou não das notícias. Essa ferramenta é de extrema importância pois infelizmente algumas pessoas mal intencionadas escrevem a notícia de maneira que parece verdadeira e engana muitas pessoas. Com isso, muitos cidadãos podem ser prejudicados. Esse tipo de seleção que o Google anunciou na reportagem se faz necessário nos dias atuais, nos quais a internet é um dos meios de comunicação mais usados no mundo.

Empresas e órgãos públicos criaram também plataformas para que as pessoas possam checar a veracidade dos fatos. Como é o caso da Coca-Cola , que criou um site para explicar os boatos que saem sobre os produtos produzidos pela marca. O Governo Federal do Brasil também tem o seu sistema para que a população confira a veracidade dos fatos sobre a política Nacional.

Um boato que saiu na internet no mês de março deste ano e iludiu muitas pessoas foi que o Governo Federal pagaria a quantia de até R$ 3.284 para os trabalhadores que tivessem registro na carteira de trabalho por pelo menos dois anos. Segundo o texto publicado, esse valor seria referente a revisão do abono salarial para quem contribuiu para o PIS (Programa de Integração Social). Ficou a cargo de a Caixa Econômica Federal desmentir o boato.

O critério para receber esse benefício do Governo é de acordo com o tempo de trabalho de cada brasileiro. As pessoas não podem sair acreditando em tudo que lê na internet, é preciso checar os dados em sites confiáveis. Notícias como essas, para que não acabem sendo mal interpretadas e reproduzidas tal qual a fonte disse, podem ser verificadas em sites de jornais e revistas. Outra opção seria usar a plataforma desenvolvida pelo Governo para verificar se a notícia é verdadeira ou falsa (http://www.brasil.gov.br/fatos-e-boatos). E claro, usar do bom senso, pois em um Governo que divulga a redução de gastos um aumento como esse é no mínimo curioso.

Por Isabela Castro



Abono Salarial – Quem tem direito e Como sacar o benefício


O pagamento do Abono Salarial segue em calendário com datas específicas.

O Abono Salarial, que é um dos mais importantes benefícios trabalhistas do país, ainda gera muitas dúvidas. O benefício, que é assegurado pela CLT, é pago a quem recebe até 2 salários mínimos – remuneração extra que tem auxiliado muitas famílias brasileiras a quitar as contas do final de ano.

Como funciona o pagamento? Quem tem direito ao Abono Salarial? Como sacar o abono salarial? Essas e outras questões serão abordadas nesse artigo, para que as suas dúvidas mais comuns possam ser tiradas.

Quem tem direito ao Abono Salarial 2016:

Algumas exigências feitas pela lei devem se enquadrar nos requisitos do brasileiro, para que só assim possa ter direito a receber o Abono Salarial 2016. Dentre elas: ter trabalhado com carteira assinada no ano anterior por mais de 30 dias; o salário do funcionário não pode exceder a faixa dos 2 salários mínimos; necessita ter inscrição no PIS há mais de 5 anos.

Outra regra muito importante é quanto à empresa, que deve está em dia com a entrega da RAIS para o Ministério do Trabalho. Com essa situação, apesar de trabalhar com carteira assinada para pessoas físicas, a empregada doméstica não garante a remuneração oferecida pelo Abono Salarial.

Como Sacar o Abono Salarial 2016:

Esse processo depende do cartão cidadão, que pode ser feito gratuitamente nas agências da Caixa. Quem está em processo de emissão, deve aguardar um prazo de 30 dias para recebe o documento. Já quem está em posse do cartão pode ir a qualquer agência ou lotérica para realizar o saque do valor do Abono Salarial.

Contudo, a necessidade de verificar o Calendário do PIS é fundamental, pois este é a única maneira de saber quando o valor estará em sua conta. Para consultar o calendário, o trabalhador pode entrar no site da Caixa. Caso esteja sem tempo, verifique o calendário abaixo.

Calendário do Abono Salarial 2016:

  • Último Dígito: 00 – Recebem a partir de – 22/02/2015 – Recebem até – 30/06/2016
  • Último Dígito: 01 – Recebem a partir de – 20/08/2015 – Recebem até – 30/06/2016
  • Último Dígito: 02 – Recebem a partir de – 17/09/2015 – Recebem até – 30/06/2016
  • Último Dígito: 03 – Recebem a partir de – 15/10/2015 – Recebem até – 30/06/2016
  • Último Dígito: 04 – Recebem a partir de – 19/11/2015 – Recebem até – 30/06/2016
  • Último Dígito: 05 – Recebem a partir de – 14/01/2016 – Recebem até – 30/06/2016
  • Último Dígito: 06 e 07 – Recebem a partir de – 16/02/2016 – Recebem até – 30/06/2016
  • Último Dígito: 08 e 09 – Recebem a partir de – 17/03/2016 – Recebem até – 30/06/2016

Por Flavinha Santos

Abono salarial



PIS/PASEP – Pagamento e como receber o benefício


Informações sobre o pagamento, valores, como receber e quem tem direito a receber o PIS/PASEP.

O benefício PIS/PASEP é uma iniciativa do Governo Federal com objetivo de promover a valorização do trabalhador por meio da distribuição de renda. Neste ano de 2015 começou a ser pago a partir de julho. A expectativa é que seja pago mais de R$ 7 bilhões em benefícios para todos os brasileiros que têm direito.

O valor do PIS é de um salário mínimo, e para ter direito o cidadão precisa ter trabalhado no mínimo 5 anos com carteira assinada, ganhado até dois salários mínimos por mês. Além disso, o benefício do PIS é liberado de acordo com o mês da data de nascimento.

Para sacar o benefício é preciso ter em mãos o cartão cidadão ou o cartão da Caixa Econômica (CEF). Quem não tem nenhum desses cartões e vai receber o PIS pela primeira vez, é necessário ir até uma Agência da Caixa Econômica com um documento de identificação em mãos, e aproveitar a oportunidade para solicitar ao atendente o cartão cidadão. Esse cartão é importante, pois além de sacar o benefício, nele está impresso o Número de Identificação Social (NIS). Porém, para facilitar a vida das pessoas, no site da CEF é possível consultar o saldo do PIS e saber se está disponível para saque – www.caixa.gov.br.

O PASEP é um benefício semelhante ao PIS, porém destinado aos militares, civis e funcionários públicos, pago por ano pelo Banco do Brasil. Para receber o PASEP é preciso ir até uma Agência do Banco do Brasil com o número de inscrição do PASEP e um documento de identificação em mãos. Ressaltando que, o benefício PIS/PASEP 2015 é pago referente aos meses trabalhados e salários recebidos no ano 2015.

Para facilitar e deixar o saque mais prático, o contribuinte que possuir cartão cidadão poderá sacar o benefício do PIS em lotéricas, correspondentes Caixa Aqui e caixas eletrônico. Lembrando que o pagamento do PIS só é liberado de acordo com a data de aniversário do cidadão. 

Por Stephanie Rodrigues do Nascimento

PIS



Alterações no pagamento do Abono Salarial


Metade dos trabalhadores que possuem o direito de receber o abono salarial não poderá retirá-lo neste ano de 2015. Novo calendário engloba julho de 2015 até julho de 2016.

Qual trabalhador não fica ansioso pela chegada do pagamento do abono salarial a que tem direito, não é? Este que pode ser considerado o 14º salário dos trabalhadores brasileiros e que sempre chega para ajudar a quitar dívidas ou no pagamento de outras prioridades é sempre um dinheiro muito bem-vindo para a população em geral.

Mas, é bem provável que a metade dos trabalhadores que possuem sua carteira de trabalho assinada e têm este direito, não poderão receber este benefício em 2015, apenas no próximo ano. E a justificativa para isso é simples, está é apenas mais uma das muitas manobras fiscais adotadas pelo atual governo e que prejudicam principalmente aos que mais seriam beneficiados por este pagamento: a população de mais baixa renda.

Na tarde do dia 2 de julho, o Codefat – Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador atendeu ao calendário de pagamentos do abono salarial proposto pelo governo, que tira quase a metade dos pagamentos previstos para este ano e os inclui no orçamento para 2016.

Com mais esta manobra para tentar controlar as contas públicas, o governo esperaeconomizar neste ano cerca de R$ 9 bilhões.

Os pagamentos, que até no ano passado eram feitos entre os meses de julho e outubro, agora, de acordo com o novo calendário aprovado, serão liberados dentro de 12 meses, de julho de 2015 até julho 2016.

Este novo calendário de pagamentos do abono salarial foi aprovado por 10 votos a favor e 7 contra pelo conselho. Seis representantes de sindicatos dos trabalhadores e também da CNS – Confederação Nacional de Serviços votaram contra esta medida adotada. Em uma nota oficial emitida pela Força Sindical, a entidade fez duras críticas a estas mudanças e as classifica como mais uma retirada de direitos adquiridos pelos trabalhadores ao longo dos tempos.

A alteração aprovada no calendário do pagamento do abono salarial, por enquanto, vale apenas para o ano de 2015. Os pagamentos de 2016 serão discutidos na próxima reunião do conselho que acontecerá apenas em 2016.

Vale lembrar ainda que neste ano, o atual governo já havia tentado reduzir o pagamento do Abono Salarial aos trabalhadores de carteira assinada que recebem até 2 salários mínimos e que tivesse trabalhado ao menos 30 dias no ano anterior. 

Por André F.C.

Abono salarial



Novas regras do abono salarial e do seguro-desemprego


Dilma Rousseff sancionou a lei que trata do abono salarial e do seguro-desemprego, mas com vetos.

Nesta última quarta-feira, dia 17, as novas regras referentes ao abono salarial e também ao seguro-desemprego começaram a valer. As alterações entraram em vigor após a sanção feita pela presidência da república, porém, com vetos.

Já que tocamos no assunto veto é bom lembrar que eles ainda são passíveis de serem apreciados pelo Congresso Nacional. Isso pode ocorrer em uma seção realizada de forma conjunta entre os deputados e senadores. Com isso, novas mudanças podem aparecer. Já as outras modificações na regra, que como dissemos, agora é lei, não serão revistas. Abaixo selecionados pontos importantes sobre esses dois aspectos. Vejamos:

Abono salarial:

O abono salarial em primeiro lugar é um adicional que é pago para profissionais que ganham no máximo até dois salários mínimos por mês. Esse valor (do abono) é proporcionalmente ligado ao tempo de trabalho. Ele pode chegar, no máximo, ao valor de um salário mínimo.

Os trabalhadores que receberam até dois salários mínimos por mês durante o último ano têm direito ao abono sendo que precisam ter sido trabalhados no mínimo 30 dias.

As mudanças mexem basicamente no valor do benefício oferecido ao trabalhador que, como dissemos anteriormente, passa a ser de acordo com tempo de trabalho (ou trabalhado). Para exemplificar é o seguinte: alguém que trabalhou durante um ano tem direito a um salário mínimo. Se trabalhar seis meses irá receber a metade desse valor.

Na regra anterior, independentemente do tempo trabalhado, a pessoa tinha direito de receber um salário mínimo integral.

Já o que foi vetado pela presidente foi a necessidade de o trabalhador ter no mínimo três meses de trabalho para estar apto a receber o abono. Com isso, continua valendo a velha regra de um mês de serviço. Mas, como foi vetado o Congresso ainda pode mexer nesse ponto.

Seguro-desemprego:

Neste caso o benefício, a partir de agora, para ser solicitado pela primeira vez pelo trabalhador é necessário que este tenha trabalhado nos últimos doze meses ininterruptamente. Caso haja a necessidade de um segundo pedido esse período passa para nove meses e no terceiro, por seis meses.

Anteriormente era válido o período de seis meses para qualquer pedido.

Por Denisson Soares

Abono salarial

Foto: Divulgação



Pagamento Abono Salarial – Nascidos em Julho e Agosto


Começou na quarta-feira da semana passada o pagamento do abono salarial para trabalhadores que não possuem conta na Caixa Econômica Federal. Têm direito ao benefício trabalhadores brasileiros inscritos no PIS nascidos no mês de julho e servidores que participam do Pasesp, com matrícula de final 0 ou 1.

Os trabalhadores que possuem conta na instituição bancária já receberam no mês passado o benefício. Quem nasceu no mês de agosto pode sacar o PIS em qualquer agência da Caixa a partir do dia 18 de agosto. Os trabalhadores que ansceram em setembro têm direito a sacar o benefício a partir do dia 25.

O abono salarial pago aos trabalhadores é de R$ 510 (salário mínimo). Quem tiver direito ao benefício pode sacar o valor até 30 de junho do ano que vem.

Por Luana Neves



PIS / PASEP – Inicia o Pagamento do Abono Salarial


A partir desta quarta-feira, 11 de agosto, está disponível para saque o abono salarial do exercício 2010/2011.

O benefício é equivalente a um salário mínimo e estará disponível até o dia 30 de junho de 2011 nas agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. No caso do PASEP, podem retirar os servidores com matrículas terminadas em 0 e 1. Já para o PIS, podem retirá-lo trabalhadores com data de nascimento no mês de julho. Já os nascidos no mês de agosto poderão sacar o PIS a partir do próximo dia 18 do mesmo mês e os nascidos no mês de setembro, a partir do dia 25 de agosto.

Matrículas terminadas em 2 e 3 terão direito ao PASEP a partir de 17 de agosto, as finalizadas por 4 e 5 no dia 24 de agosto e as encerradas em 6 e 7, no dia 31 de agosto.

Por Elizabeth Preático

Fontes: Band, Ministério do Trabalho e Emprego



Salário Mínimo 2011 – valor do aumento deve ser de R$ 36


O Salário Mínimo 2011 deve subir um pouco em relação a 2010. Mas não espere muito não. O aumento deve ser em torno de R$ 36,00. Isso mesmo! Atualmente o salário mínimo Nacional é de R$ 510,00 e deve ir a R$ 546,00.

Isso representa um reajuste de aproximadamente 7%, levando em conta a média do PIB de 2008 e 2009 + inflação de 2009.

Hoje, no Brasil, cerca de 20 milhões de pensionistas e aposentados recebem o salário mínimo de R$ 510,00.

Espere outras notícias em breve. O projeto deve ser lido no Senado Federal na última semana de junho de 2010.

Se o seu salário é baseado no mínimo, tente o quanto antes se livrar desse indexador. É bem mais interessante você não depender de aumentos do governo para que você tenha progressões salariais. Estude! Melhor de emprego! Faça a diferença! E ganhe mais!



Pagamento do Abono Salarial 2009 / 2010 – PIS e PASEP


A partir do dia 11 de agosto começa a ser pago o abono salarial relativo ao exercício 2009/2010.

O abono, no valor de um salário mínimo (R$ 465), será consedido a todo trabalhador que trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias ou que tenha sido nomeado efetivamente em algum cargo público e que tenha recebido em média até dois salários mínimos no período.

É necessário que o trabalhador esteja cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos.

No ano passado, 667.461 trabalhadores deixaram de sacar o abono salarial, e o dinheiro voltou aos cofres do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Para sacar o seu abono, o trabalhador deve comparecer a uma agência da Caixa Econômica Federal (PIS) ou Banco do Brasil (PSEP), apresentar comprovante de inscrição PIS/PASEP e documento de identidade.

Para receber o seu abono, o trabalhador deverá obedecer ao calendário de pagamento:

Cronograma de Pagamento PIS 2009/2010 

Nascidos em Período para Recebimento
Julho 11/08/2009 a 30/06/2010
Agosto 19/08/2009 a 30/06/2010
Setembro 26/08/2009 a 30/06/2010
Outubro 10/09/2009 a 30/06/2010
Novembro 15/09/2009 a 30/06/2010
Dezembro 22/09/2009 a 30/06/2010
Janeiro 08/10/2009 a 30/06/2010
Fevereiro 15/10/2009 a 30/06/2010
Março 22/10/2009 a 30/06/2010
Abril 11/11/2009 a 30/06/2010
Maio 18/11/2009 a 30/06/2010
Junho 25/11/2009 a 30/06/2010

Cronograma de Pagamento PASEP 2009/2010

Final da Inscrição Período do Pagamento
0 e 1 11/08/2009 a 30/06/2010
2 e 3 18/08/2009 a 30/06/2010
4 e 5 25/08/2009 a 30/06/2010
6 e 7 01/09/2009 a 30/06/2010
8 e 9 08/09/2009 a 30/06/2010


Calendário de Pagamento do Abono Salarial PIS/Pasep 2009/2010 – Confira as datas


O Ministério do Trabalho e Emprego divuldou o calendáro do pagamento do abono salarial PIS/Pasep de 2009/2010.

Cerca de 16,5 milhões de trabalhadores poderão receber o abono no valor de um salário mínimo de 11 de agosto de 209 a 30 de junho de 2010.

A data do pagamento do PIS varia de acordo com o mês de nascimento do trabalhador e o Pasep paga de acordo com o final do número de inscrição do trabalhador no programa.

Calendário Pagamento PIS 2009/2010

Nascidos em

Período para Recebimento

Julho

11/08/2009 a 30/06/2010

Agosto

19/08/2009 a 30/06/2010

Setembro

26/08/2009 a 30/06/2010

Outubro

10/09/2009 a 30/06/2010

Novembro

15/09/2009 a 30/06/2010

Dezembro

22/09/2009 a 30/06/2010

Janeiro

08/10/2009 a 30/06/2010

Fevereiro

15/10/2009 a 30/06/2010

Março

22/10/2009 a 30/06/2010

Abril

11/11/2009 a 30/06/2010

Maio

18/11/2009 a 30/06/2010

Junho

25/11/2009 a 30/06/2010

Calendário Pagamento Pasep 2009/2010

Final da Inscrição

Período do Pagamento

0 e 1

11/08/2009 a 30/06/2010

2 e 3

18/08/2009 a 30/06/2010

4 e 5

25/08/2009 a 30/06/2010

6 e 7

01/09/2009 a 30/06/2010

8 e 9

08/09/2009 a 30/06/2010

Calendário Pagamento PIS 2009/2010


Abono Salarial: Mais de 740 mil trabalhadores ainda não sacaram o benefício


De acordo com dados do Ministério do Trabalho, 740 mil trabalhadores que têm direito a receber o abono salarial (PIS/PASEP) ainda não sacaram o benefício de R$ 465. O prazo para o recebimento do abono vai até o dia 30 de junho.

O Abono salarial é o pagamento anual de um salário mínimo ao trabalhador que esteja cadastrado no PIS/paseo há pelo menos 5 anos, que tenha trabalhado com carteira assinada durante 30 dias no ano-base e que tenha recebido em média até dois salários mínimos por mês durante o período trabalhado.

Para sacar o benefício no valor de um salário mínimo (R$ 465), o trabalhador deverá comparecer a uma agência da Caixa Econômica Federal (PIS) ou, no caso de servidor público, a uma agência do Banco do Brasil para sacar o Pasep.



Quem tem direito ao abono salarial PIS/PASEP? Veja como consultar e sacar este benefício


O Programa de Integração Social, mais conhecido como PIS/PASEP, é uma contribuição tributária realizada pelas empresas jurídicas, que tem como objetivo financiar o pagamento do seguro-desemprego e do abono salarial a trabalhadores que recebem até dois salários mínimos.

O abono PIS é pago a funcionários de empresas privadas, enquanto o PASEP é o abono de funcionários públicos.

Trabalhadores cadastrados no PIS/PASEP há mais de cinco anos, que trabalharam com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano base e que recebem, em média, até dois salários mínimos , possuem direito a um abono salarial no valor de um salário mínimo

O prazo para o pagamento do abono, relativo ao ano passado, vai até o dia 30 de junho de 2009.  O abono PIS deverá ser sacado nas Agências da Caixa Econômica Federal e o PASEP nas Agências do Banco do Brasil.  

Para retirar o abono o trabalhador deverá apresentar a sua inscrição no PIS/Pasep e a sua carteira de Trabalho.

Empresas cadastradas na Caixa o abono será pago diretamante na folha de pagamento do trabalhador.

Clique aqui para ver o Cronograma de Pagamento do PIS/PASEP 2007/2008.