Valor do Salário Mínimo 2017 deverá ser de R$ 945



  

Projeto de Lei Orçamentária Anual para 2017 prevê aumento de 8% no valor do salário mínimo.

Foi proposto pelos Ministros da Fazenda e do Planejamento, Henrique Meireles e Dyogo de Oliveira, respectivamente, um reajuste do salário mínimo para o ano de 2017. Os ministros entregaram ao Congresso o Projeto de Lei Orçamentária Anual, a LOA, em que prevê um aumento do salário de atuais R$ 880 para R$ 945,80, a partir de fevereiro do ano que vem. Atualmente mais de 48 (quarenta e oito) milhões de brasileiros recebem o salário mínimo como base de seus vencimentos. É proposto um aumento de quase 8%.

No texto da LOA é explicitado que as receitas líquidas do país em 2017 será de 1,77 trilhões e as despesas para o mesmo ano estão avaliadas em mais de 1,300 trilhões de reais. O projeto foi elaborado em cima da PEC (fixador de despesas públicas). Tendo isso em vista, a despesa de 2017 não poderá ultrapassar a inflação proposta para 2016.

Leia também:  Declaração do IRPF 2016 já pode ser entregue à Receita Federal

O texto não prevê a alta nos impostos para o ano que vem. Para que não seja necessário aumentar os tributos, o governo conta com a alta do PIB (produto interno bruto) para 2017. E, além disso, prevê gastos menores, como por exemplo, na saúde pública.

O percentual do salário mínimo é calculado pelo INPC (Indicie Nacional de Preços ao Consumidor) do ano anterior, mais o resultado do PIB de dois anos. Este cálculo tem como objetivo proporcionar ganhos reais, ou seja, acima da inflação. E isso só acontece com o PIB em crescimento. Porém, o governo atual enviou uma proposta provisória para este calculo, como o PIB de2015 sofreu retração, o cálculo do mínimo para 2017 será feito somente pelo valor da inflação deste ano de 2016. Não juntamente com o ano de 2015, como era feito anteriormente.

Leia também:  Reforma da Previdência pode extinguir Acúmulo de Pensão com Aposentadoria




Segundo pesquisas, os reajustes do salário mínimo vêm oferecendo ganhos reais desde 2003. Desde 2002 até 2015, aumentou mais de 77%. Mesmo com a retração e a crise política financeira do país, o mínimo em 2016 teve um ganho de 0,36%.

Muitas pessoas, no país atualmente, recebem somente o salário mínimo para suprir suas despesas. Pesquisas apontam que o mínimo é extremamente necessário para uma família poder conseguir pagar suas contas no final do mês. Por isso, os reajustes anuais são muito importantes.

Camilla dos Santos Batista